Cabaz de alimentos dispara seis euros numa semana

3 dez 2022, 11:00
Inflação, preços, economia, mercearia, compras, mercado, peixe. Foto: Burak Akbulut/Anadolu Agency via Getty Images

Arroz e pescada foram os alimentos que mais aumentaram na última semana, segundo a Deco Proteste

O preço do cabaz de alimentos do supermercado disparou seis euros numa semana. Entre 23 e 30 de novembro, um conjunto de 63 bens subiu 3,05%, de 212,76 para 219,22 euros, segundo um levantamento feito pela Deco Proteste.

O peixe e os laticínios foram as categorias que mais aumentaram de preço na última semana, com subidas de 22,23% e de 21,24%, respetivamente. As restantes categorias também ficaram mais caras, como a carne (20,62%), congelado (19,92%), mercearias (16,33%) e frutas e legumes (14,68%).

Variação do cabaz de alimentos entre 23 de fevereiro e 30 de novembro

Por alimentos, o arroz carolino foi o produto que mais encareceu na última semana, passando a custar mais 33%. Pela pescada fresca pagou-se mais 19% e pelo peixe-espada-preto cobrou-se mais 15%.

Desde a véspera do início da guerra na Ucrânia, em 23 de fevereiro, até ao final de novembro, o cabaz de alimentos aumentou 19,39%: são mais 35,59 euros na fatura do supermercado.

A inflação sobre os alimentos reflete o aumento dos preços, tendo apresentado uma variação de 18,4% em novembro face ao mesmo mês de 2021 para os artigos não transformados e de 16,8% para os bens transformados, de acordo com os dados do INE.

Relacionados

Dinheiro

Mais Dinheiro

Patrocinados