Produção industrial inverte quebra e sobe 3% em maio

Agência Lusa , FMC
1 jul, 14:48
Indústria

O INE anunciou que, excluindo o agrupamento de 'energia', a variação do índice foi de 4,7%, o que compara com o recuo de 0,6% de abril

O índice de produção industrial aumentou 3% em maio, face ao mesmo mês de 2021, recuperando da quebra homóloga de 1,3% registada em abril, anunciou esta sexta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Em comunicado, o INE refere que, excluindo o agrupamento de ‘energia’, a variação do índice foi de 4,7%, o que compara com o recuo de 0,6% do mês anterior.

Quanto à taxa de variação da secção das ‘indústrias transformadoras’, situou-se em 3,9% (-1,0% em abril).

Segundo o INE, todos os grandes agrupamentos industriais apresentaram variações homólogas positivas, exceto o de ‘energia’, sendo que o agrupamento de ‘bens de consumo’ apresentou “o contributo mais influente” para a variação do índice total, de 2,2 pontos percentuais, originado por uma taxa de variação de 6,5% (1,1% no mês anterior).

Por sua vez, os agrupamentos de ‘bens intermédios’ e de ‘bens de investimento’ contribuíram com 1,0 e 0,7 pontos percentuais, respetivamente, para o crescimento do índice agregado, em resultado de variações homólogas de 2,8% e 5,1% (variação nula e -5,9%, em abril), pela mesma ordem.

Já o único contributo negativo (-0,9 pontos percentuais) partiu do agrupamento de ‘energia’, que passou de uma taxa de variação de -4,6%, em abril para -5,1% no mês em análise.

Em termos mensais, o índice de produção industrial recuou 0,6% em maio, após ter descido 2,1% no mês anterior.

Economia

Mais Economia

Patrocinados