Pelo menos 41 mortos em inundações repentinas na Indonésia

Agência Lusa , AM
13 mai, 06:11

Os socorristas estavam à procura de 17 pessoas que continuam desaparecidas

O número de mortos devido a inundações repentinas e a correntes de lava fria na ilha indonésia de Samatra subiu para 41, indicaram os serviços de emergência locais.

"Ontem à noite, registámos 37 vítimas mortais. Mas desde esta manhã, o número aumentou novamente, para 41", disse o chefe da agência de gestão de catástrofes de Samatra Ocidental, Ilham Wahab.

Os socorristas estavam à procura de 17 pessoas que continuam desaparecidas, acrescentou Ilham Wahab.

Um balanço anterior feito por Wahab dava conta de 34 mortos, "16 em Agam e 18 em Tanah Datar".

As inundações atingiram os distritos de Agam e Tanah Datar, no oeste da ilha, por volta das 22:30 (14:30, em Lisboa) de sábado.

Durante horas caíram chuvas torrenciais na região, provocando inundações repentinas e correntes de lava fria do monte Merapi, um vulcão na província de Samatra Ocidental.

A lava fria é a massa formada a partir dos vários materiais que constituem as paredes de um vulcão: cinzas, areia e rochas. Sob o efeito da chuva, estes materiais podem misturar-se e escorrer pela cratera.

Nove das vítimas mortais já foram identificadas, incluindo duas crianças de três e oito anos, indicou o chefe da agência de busca e salvamento Basarnas, Abdul Malik, em comunicado.

Os aluimentos de terras e as inundações são frequentes na Indonésia durante a estação das chuvas.

Em março, pelo menos 26 pessoas foram encontradas mortas na sequência de aluimentos de terras e inundações no oeste de Samatra.

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados