Na Índia, 30 crianças foram vacinadas contra a covid-19 com uma única seringa

28 jul, 19:04
Vacina (AP Photo/Eraldo Peres)

Foram os pais que acompanhavam as crianças que perceberam o que estava a acontecer e denunciaram o oficial de saúde

Jitendra Rai é um oficial de saúde indiano que está a ser investigado por ter vacinado contra a covid-19 cerca de 30 estudantes com uma única seringa.

O incidente aconteceu no estado indiano de Madhya Pradesh, numa escola no distrito de Sagar e foram os pais que acompanhavam as crianças que perceberam o que estava a acontecer e denunciaram-no. 

No entanto, assim que as autoridades chegaram à escola, o oficial de saúde tinha desaparecido e estava incontactável, com o telemóvel desligado. Mais tarde, disse à comunicação social indiana que tinha recebido uma só seringa e estava apenas a cumprir as ordens.

A Secretaria de Saúde de Madhya Pradesh apresentou uma queixa de negligência contra o médico e iniciou um inquérito acerca do envio de equipamentos.

Este caso levou a um pedido de demissão do ministro da saúde por parte do congresso.

Embora o Ministério da Saúde da Índia tenha um protocolo onde exige a utilização única das agulhas e seringas, incidentes como esse têm sido recorrentes no país devido à falta de equipamentos.

A Índia administrou, até ao momento, mais de dois mil milhões de vacinas contra a covid-19.

Relacionados

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados