Saiba tudo sobre o Euro aqui

Índia: Modi deverá ser o vencedor, mas com menos votos. É "uma derrota moral e política" para o primeiro-ministro

Agência Lusa , MJC
4 jun, 15:14
Narendra Modi (AP)

Decorre ainda a contagem dos votos das eleições gerais da Índia, mas tudo indica que Narendra Modi será reeleito

O líder do Partido do Congresso indiano, Mallikarjun Jarge, considerou esta terça-feira os resultados conhecidos das eleições no país “uma derrota moral e política” para o primeiro-ministro Narendra Modi, que deverá sair vencedor com uma maioria reduzida.

“É claro que o resultado é contra Modi”, afirmou o político, citado pelo jornal 'The Times of India', enquanto Rahul Gandhi, antigo líder e figura destacada deste partido da oposição considerou que os eleitores “castigaram” o partido nacionalista hindu de Modi.

“Os eleitores castigaram o Bharatiya Janata Party (BJP). Eu estava convencido de que o povo deste país daria a resposta certa”, declarou aos jornalistas Gandhi, uma das principais figuras do Partido do Congresso.

Quarta-feira haverá uma reunião entre os membros da coligação ÍNDIA, que o Congresso integra, para discutir a possibilidade de formar um governo. “A nossa aliança decidirá amanhã (quarta-feira) e nós agiremos de acordo com o que for decidido”, sublinhou Gandhi - libertado sob fiança em fevereiro, depois de ter sido detido num caso de difamação que remonta a 2018 - enquanto instava “os mais pobres e marginalizados da Índia a levantaram-se para salvar a Constituição”.

Decorre hoje a contagem dos votos das eleições gerais da Índia, que se prolongaram por seis semanas e sete fases e nas quais Modi procura o seu terceiro mandato. Os primeiros resultados revelaram que o BJP obteve menos lugares do que o previsto, já que segundo os resultados preliminares divulgados conquistou 62 lugares na câmara baixa do parlamento (Lok Sabha), e a Aliança Democrática Nacional, que integra, 67.

A aliança INDIA conquistou até ao momento 31 lugares, 27 dos quais para o Partido Congresso. No total, são necessários 272 lugares para obter a maioria.

Na Índia há cerca de 970 milhões eleitores - mais de 10% da população mundial -, tendo a taxa de participação sido, em média, de 66%, de acordo com os dados oficiais.

O apuramento nos centros de contagem em 543 círculos eleitorais poderá prolongar-se até ao final desta tarde antes de serem anunciados os resultados finais.

Relacionados

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados