Homem ganha batalha judicial 23 anos depois. Em causa estavam 25 cêntimos de dois bilhetes de comboio

CNN Portugal , BMA
12 ago, 14:57
Tungnath Chaturvedi (Direitos Reservados)

"Não dá para contabilizar o tempo e a energia que perdi nesta luta. Tive mais de 100 audiências"

Um homem ganhou uma batalha judicial que estava relacionada com dois bilhetes de comboio que tinha comprado há 23 anos em Mathura, no norte da Índia. 

O tribunal anunciou a decisão na semana passada. Em causa estavam uns meros 25 cêntimos. Em 1999, o advogado Tungnath Chaturvedi comprou dois bilhetes de comboio por mais 20 rupias (25 cêntimos) do que era suposto.

De acordo com Chaturvedi, agora com 66 anos, cada bilhete custava na altura 35 rupias. Na altura, deu 100 rupias ao funcionário para pagar os dois bilhetes, mas só terá recebido 10 de troco, em vez dos 30 que deveria receber.

Chaturvedi reclamou no momento, mas o empregado da estação de comboios não lhe devolveu o dinheiro, levando-o a apresentar uma queixa contra o funcionário e também contra a empresa ferroviária North East Railway.

Agora, foi decretado que lhe fosse devolvido esse montante assim como os juros de todos os anos que passaram em tribunal. A North East Railway deverá, assim, pagar uma multa de 15 mil rupias (cerca de 180 euros) e reembolsar as 20 rupias com 12% de juros de 1999 a 2022.

"Não dá para contabilizar o tempo e a energia que perdi nesta luta. Tive mais de 100 audiências devido a este caso", disse o homem em entrevista à BBC, adiantando que o que o motivou mais a insistir neste caso foi a “luta pela justiça" e não o dinheiro.

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados