Equipamento da seleção da Argélia causa polémica com Marrocos

29 set, 22:55
Equipamento Argélia (twitter)

Ministério da Cultura do Marrocos pediu à marca desportiva que retirasse o equipamento alternativo dos argelinos

O Ministério da Cultura do Marrocos pediu à marca desportiva que patrocina a seleção da Argélia que retirasse o equipamento alternativo dos argelinos, por entender que houve uma apropriação de símbolos do «património cultural marroquino» no desenho.

«Trata-se de um roubo de motivos inspirados no azulejo marroquino (cerâmica característica da arte decorativa do Marrocos), que aparecem nas camisas desportivas da Argélia, o que forçou o Ministério a atuar com urgência — afirmou Mourad Elajouti, ministro da Cultura, à AFP.

«O Ministério da Cultura do Marrocos reserva-se o direito de utilizar todas as vias de recursos judiciais possíveis nos tribunais alemães (país da sede da marca) e internacionais», avisou Elajouti.

A marca desportiva que veste a Argélia já se pronunciou, defendendo que o equipamento é inspirado no palácio de Mechouar em Tlemcen, no noroeste da Argélia.

Refira-se que os países estão num clima de tensão desde agosto do ano, quando a Argélia rompeu relações diplomáticas com Marrocos, acusando a capital do país, Rabat, de «atos hostis». O governo marroquino considerou a decisão «completamente injustificada».

Relacionados

Patrocinados