VÍDEO: pára em cima da meta por causa do recorde e por 150 euros

3 out, 22:30
Luis Agustín Escriche

Luis Agustín Escriche protagonizou chegada invulgar na meia maratona de La Alcudia. Com recorde de prova garantido, ficou cerca de 30 segundos em cima da meta para não dificultar a tentativa de bater o seu próprio recorde em 2023 e ganhar mais um prémio monetário

A meia maratona de Alcudia, em La Alcudia, na província de Valência, Espanha, ficou marcada por um momento invulgar no mundo do atletismo, no domingo.

A proeza foi de Luis Agustín Escriche, atleta que chegou completamente isolado à meta e que, em vez de a cruzar no imediato… esperou em cima do objetivo para não estabelecer um novo recorde tão baixo.

Ao fim de 30 segundos junto à fita da meta, o corredor cruzou-a e tudo teve um motivo. Luis queria bater o recorde desta prova de 21 quilómetros – que vale um bónus extra de 150 euros – mas não queria baixá-lo demasiado para poder tentar batê-lo de novo no próximo ano e, assim, levar de novo o prémio monetário.

Luis fixou uma nova marca na meia maratona em 1h08m45s, tirando 35 segundos à anterior melhor marca, mas a opção do atleta motivou mesmo a estranheza do speaker, num momento cómico. «Cruza [a meta] homem, cruza! Não sabemos porque é que não cruza a meta, mas aí está», ouviu-se.

No rescaldo, em em declarações numa conta na rede social Instagram (el_trinkel) Luis deu as suas explicações, dizendo que esta prova fazia parte da preparação para a meia maratona de Valência, onde quer baixar de uma hora e cinco minutos e que não se arrepende de ter ficado cerca de meio minuto em cima da meta, sem cruzá-la.

«E até ficava mais tempo, porque ali havia um pouco de margem», explicou. «Eu ganho a vida a trabalhar, mas como investimos algum tempo todos os dias, se eu conseguir um extra em qualquer corrida, é bem-vindo», disse.

Relacionados

Patrocinados