Incêndios: fogo de Vila Pouca de Aguiar tem uma frente em área de pinhal

Agência Lusa , MJC
27 jul, 23:37

Esta quarta-feira à noite, o incêndio mobilizava 197 operacionais, 54 viaturas e uma máquina de rastos

O incêndio que deflagrou pelas 17:14 em Revel, Vila Pouca de Aguiar, distrito de Vila Real, tem uma frente ativa que lavra com intensidade numa área de pinhal, disse fonte da Proteção Civil Municipal.

O alerta para o fogo foi dado às 17:14 e, em pouco tempo, verificou-se uma grande mobilização de meios para esta ocorrência que, segundo o ‘site’ da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil mobilizava 197 operacionais, 54 viaturas e uma máquina de rastos pelas 22:30.

A Proteção Civil Municipal disse que, pelas 22:00 o incêndio tinha uma frente ativa, mas que “não há aldeias em perigo”.

O fogo chegou a ter três frentes ativas e o vento forte que se faz sentir no local é apontado como uma das maiores dificuldades no combate a este incêndio, que lavra na zona da freguesia de Tresminas.

O incêndio aproximou-se da aldeia de Figalhosa, no concelho de Vila Pouca de Aguiar, numa altura em que os bombeiros já ali estavam posicionados, os meios aéreos também atuaram no local, onde os populares também deram uma ajuda no combate às chamas. Chegaram a operar neste teatro de operações seis meios aéreos ao final da tarde.

Os operacionais continuam posicionados na parte inferior desta aldeia.

A fonte referiu que o incêndio consumiu “já bastante pinhal e mato”.

Relacionados

País

Mais País

Patrocinados