Mais de mil operacionais destacados para combater incêndios. Covilhã e Condeixa-a-Nova são os de maior dimensão

Agência Lusa , CF
7 ago, 17:49

O fogo na Covilhã, que ainda "se mantém em curso", obrigou ainda ao corte da Estrada Nacional 338 e à evacuação da Praia Fluvial de Verdelhos

Os incêndios de Condeixa-a-Nova e da Covilhã, que já se estendeu ao maciço central da Serra da Estrela, eram os que pelas 16:30 mais meios de combate concentravam, quando mais de mil operacionais e 17 meios aéreos estavam ativos.

O incêndio que se iniciou cerca das 03:00 de sábado, na localidade de Garrocho, no concelho da Covilhã, distrito de Castelo Branco, continua hoje a lavrar, tendo já chegado ao concelho de Manteigas e ao maciço central da Serra da Estrela, envolvendo a meio da tarde 396 operacionais, 115 meios terrestre e nove meios aéreos no seu combate.

Já o incêndio que começou na localidade de Anobra, concelho de Condeixa-a-Nova, distrito de Coimbra, lavra em zona de povoamento florestal desde as 13:53, segundo as informações disponibilizadas na página oficial da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

A meio da tarde 204 operacionais, 59 meios terrestres e cinco meios aéreos combatiam este fogo.

No total, segundo a ANEPC, estão no terreno a combater incêndios rurais 1.087 operacionais, 300 meios terrestres e 17 meios aéreos, havendo seis incêndios em curso, seis em resolução e 27 em fase de conclusão, num total de 39 ocorrências ativas.

 

Incêndio na Covilhã corta Estrada Nacional 338

O incêndio que deflagrou em Garrocho, no concelho da Covilhã, obrigou ao corte da Estrada Nacional 338, que faz a ligação entre Piornos e Manteigas, e ainda à evacuação da Praia Fluvial de Verdelhos.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco disse à agência Lusa, pelas 16:45, que o fogo originou o corte da Estrada Nacional 338, que “liga a zona dos Piornos a Manteigas”, e ainda obrigou à evacuação da Praia Fluvial de Verdelhos.

O incêndio deflagrou em Garrocho, no concelho da Covilhã, às 03:18 de sábado.

O incêndio já se alastrou para Manteigas, no distrito da Guarda, para a zona do Maciço Central da Serra da Estrela, e ainda “se mantém em curso”.

De acordo com a mesma fonte, até ao momento não há casas ameaçadas.

No combate às chamas estão 423 operacionais, apoiados por 124 viaturas e nove meios aéreos, segundo a informação disponível no ‘site’ da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

 

 

País

Mais País

Patrocinados