Mais de 220 migrantes resgatados nos últimos dois dias no Mediterrâneo

Agência Lusa , AM
13 fev, 14:59
Navio Ocean Viking

Fluxo migratório do norte da África para o sul da Europa, especificamente para as costas de Itália e Malta, está a aumentar

Mais de 220 imigrantes, entre quais muitos menores, foram resgatados nos últimos dois dias no Mediterrâneo pelo navio da organização SOS Méditerranée, indicou aquela organização não-governamental (ONG).

Segundo esta ONG, os 228 imigrantes foram resgatados em quatro operações realizadas nos últimos dois dias.

A organização avança que hoje de manhã intercetou um barco de madeira com 22 pessoas, incluindo seis menores, “em risco muito elevado” de naufragar na zona de busca e salvamento de Malta e, pouco tempo depois, voltou a salvar 25 imigrantes que viajavam numa outra embarcação na mesma zona.

O navio da organização SOS Méditerranée resgatou na noite de sábado 88 imigrantes, 27 dos quais menores e um recém-nascido, que estavam a bordo de um barco de madeira na área de busca e salvamento sob jurisdição da Líbia.

De acordo com a ONG, o alarme foi lançado pelo "Alarm Phone", um serviço telefónico para imigrantes que alerta sobre possíveis naufrágios e quando o navio da SOS Méditerranée chegou ao local já tinham sido emitidos dois pedidos de socorro por uma aeronave de vigilância europeia.

No sábado, o navio desta ONG salvou também do Mediterrâneo 93 imigrantes, 16 dos quais menores que não estavam acompanhados por adultos.

Os 228 imigrantes resgatados por esta ONG foram acolhidos pelas equipas da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (IFRC).

O fluxo migratório do norte da África para o sul da Europa, especificamente para as costas de Itália e Malta, está a aumentar.

Dados do Ministério do Interior de Itália indicam que, entre 01 de janeiro e 11 de fevereiro, 3.155 imigrantes desembarcaram na Itália, mais mil do que no mesmo período do ano passado.

Também no sábado 94 imigrantes foram resgatados perto da costa de Lampedusa, a ilha mais meridional de Itália, por agentes da Guarda Costeira.´

Em Espanha, na Gran Canaria, também foram hoje de madrugada resgatados 41 imigrantes que estavam a bordo de um pequeno barco, informou a Cruz Vermelha

Segundo a Cruz Vermelha, os imigrantes foram resgatados pelo pessoal do Resgate Marítimo e voluntários desta organização humanitária deslocaram-se ao cais onde desembarcaram os imigrantes para oferecer comida e roupa.

África

Mais África

Patrocinados