Carlos Brito: a tristeza da equipa, o fair-play e a continuidade no Freamunde

14 mai 2016, 17:31
Carlos Brito (LUSA/ Octávio Passos )

Benfica B-Freamunde, 5-0 (reportagem)

Carlos Brito, treinador do Freamunde, após a derrota no Seixal frente ao Benfica B (5-0) e a oportunidade perdida de subir à Liga:

«Parabéns ao Benfica pela vitória e parabéns à minha equipa e a todos os que trabalharam comigo esta época. Parabéns e obrigada pela humildade, querer e vontade. Todos juntos fizemos com que o Freamunde estivesse na luta pela subida até à última jornada.»

«Parabéns também ao Desp. Chaves e ao Feirense e a todos os que conseguiram aos seus objetivos. Aos que desceram, quero deixar a minha palavra. É sempre triste. Digo do fundo do coração e com todo o meu fair-play: voltem o mais rápido possível e não se deixem desanimar.»

[Sobre o jogo] «O jogo vale pela primeira parte. Quisemos ganhar, mas com dois penaltis e uma expulsão, os jogadores viram que se esfumaçava a oportunidade de subir, até porque já não dependíamos apenas de nós.»

«Esta goleada não deve apagar a época que os meus jogadores fizeram. Há alguma tristeza, porque os números pesam, mas não é isto que vai minimizar aquilo que eles foram durante a época.»

[Vai continuar no Freamunde?] «Até este momento não nos preocupámos com isso. A partir de hoje vamos ver se seguimos caminhos juntos ou não, mas foi uma enorme satisfação trabalhar no Freamunde.»

Relacionados

Mais Lidas

Patrocinados