Viktor Orbán diz que a sua reeleição é uma mensagem para a UE e para Zelensky

3 abr, 23:17
Viktor Órban (EPA/ZOLTAN FISCHER / HUNGARIN PRIME MNISTER OFFICE)

Orbán é conhecido como um aliado do presidente russo Vladimir Putin. A campanha eleitoral foi dominada pela invasão da Ucrânia pela Rússia, que colocou a longa associação de Orbán com Putin sob escrutínio

O primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, disse no seu discurso de vitória este domingo que a sua reeleição envia uma mensagem não apenas para a UE, mas também para o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky.

"Lembraremos esta vitória até o fim das nossas vidas, porque tivemos que lutar contra uma enorme quantidade de adversários: a esquerda local, a esquerda internacional, burocratas de Bruxelas, todo o dinheiro e instituições do império Soros, os grandes conglomerados de comunicação social e o presidente ucraniano também. Nunca tivemos tantos adversários ao mesmo tempo", disse aplaudido por apoiantes em Budapeste.

Orbán é conhecido como um aliado do presidente russo Vladimir Putin. A campanha eleitoral foi dominada pela invasão da Ucrânia pela Rússia, que colocou a longa associação de Orbán com Putin sob escrutínio. Embora a Hungria tenha apoiado a maioria das sanções da UE divulgadas até agora, o reeleito primeiro-minsitro  tem sido inflexível sobre não estender as sanções às importações de petróleo e gás russos. A maioria das importações de petróleo e gás natural da Hungria vem da Rússia.

Europa

Mais Europa

Patrocinados