Sempre sonhou dormir rodeado de obras de arte? 10 sugestões para tornar esse desejo realidade

15 mai, 15:00
Dá Licença (Direitos Reservados)

De Lisboa ao Porto, passando pelo Alentejo e pelos Açores, há alojamento para todos os gostos (artísticos)

Dá Licença

Tudo foi pensado ao detalhe por Vítor Borges e Franck Laigneau. A poucos quilómetros de Estremoz, o Dá Licença esconde-se na natureza. E, com ele, uma coleção de arte que está só ao alcance de quem aqui se hospeda. O antigo lagar, datado de 1904, foi transformado numa galeria onde se exibem, entre outros, exemplares do melhor design nórdico (como se pode ver na foto principal deste artigo). Mas a arte da coleção privada dos donos deste alojamento chega também aos quartos luxuosamente simples.

Torel Avantgarde

Não é apenas a vista privilegiada sobre o rio Douro que surpreende no Torel Avangarde. Neste hotel, no centro do Porto, a arte é uma das apostas. Embora sem expor trabalhos, cada um dos quase 50 quartos faz homenagem a um artista que se destacou pelo espírito de vanguarda. Marcel Duchamp, Joan Miró ou Amadeo de Souza-Cardoso são apenas três dos exemplos.

The Art Gate

No Chiado, em pleno coração de Lisboa, os corredores e quartos amplos, em tons pastel, do The Art Gate guardam obras de artistas contemporâneos de referência como Vhils, Daniel Blaufuks, Pedro Cabrita Reis ou José Pedro Croft. A arte é o elemento agregador deste projeto, que conta também com uma galeria e um restaurante – por isso, mesmo que não passe a noite como hóspede, tem sempre margem para conhecer.

Pico do Refúgio – Casas de Campo

A casa do século XVII serviu de residência à escultora Luísa Constantina. E a arte nunca mais deixou o Pico do Refúgio. As casas de campo em São Miguel, nos Açores, recebem também residências artísticas durante o período de inverno. Assim, ficar alojado nesta quinta pode ser sinónimo de perceber como a arte se dá logo na fase de criação.

Four Seasons Hotel Ritz Lisbon

Na década de 1950, vários artistas de renome foram convidados a produzir obras para o Ritz, o primeiro hotel de luxo em Lisboa. Várias décadas depois, essas obras continuam a ser elementos de peso naquilo que torna esta unidade hoteleira tão especial. A coleção, que pertence à família Queiroz Pereira, conta com mais de 60 obras do período modernista, incluindo nomes como Almada Negreiros ou Querubim Lapa. E há uma aplicação para que hóspedes e visitantes possam saber mais, através do telefone, sobre cada criação.

Le Consulat

Quando nasceu, em 2017, o Le Consulat prometia uma nova vida para o edifício onde durante décadas funcionou o consulado do Brasil. Em cada um dos quartos, é possível encontrar obras de arte, sobretudo de artistas portugueses, numa parceria com galerias da capital. Próximo do bar, existem espaços dedicados a acolher exposições temporárias, onde a presença de artistas emergentes é uma preocupação.

Vila Galé Collection Elvas

Através de uma parceria com o Museu de Arte Contemporânea – Coleção António Cachola, o hotel Vila Galé Collection Elvas ganhou também, embora de forma modesta, uma vertente de galeria. Nas zonas comuns encontram-se obras de Pedro Calapez ou Sofia Areal. O objetivo é promover a região, daí que também estejam aqui expostos objetos do Museu Militar de Elvas ou crucifixos do Museu dos Cristos de Sousel. Nos quartos, por sua vez, relembram-se as 24 fortalezas militares existentes no mundo.

Casa dell'Arte Club House

Seis suites no Campo de Santa Clara, em Lisboa. A exclusividade é ponto forte neste projeto, uma aposta da empresária turca Ahu Serter na capital portuguesa. Por aqui, os hóspedes cruzam-se – até nos sítios mais inesperados - com a coleção de arte da família, que são os maiores colecionadores de arte da Turquia. A irmã começou a juntar ao espólio mais artistas contemporâneos e Ahu Serter está, a passo e passo, a introduzir os criadores portugueses também.

L’AND Vineyards

Fazer um tratamento de vinoterapia, dormir no meio das vinhas e… apreciar obras de arte de Michael Biberstein, artista suíço-americano que viveu mais de três décadas em Portugal. Estas são algumas das propostas do L’AND Vineyards em Montemor-o-Novo. A unidade destaca também os seus interiores, assinados pelo arquiteto brasileiro Márcio Kogan.

Tróia Design Hotel

“Sandália Cinderela”, a escultura gigante em forma de sapato que Joana Vasconcelos criou com panelas e tampas, é a obra central do Tróia Design Hotel. Mas a ligação à arte portuguesa não termina aqui, espalhando-se por vários espaços comuns deste empreendimento. No restaurante, por exemplo, é possível jantar enquanto se apreciam pinturas de Pedro Cabrita Reis.

 

Relacionados

Viagens

Mais Viagens

Na SELFIE

Patrocinados