Um português para celebrarmos: Joaquim Filipe Vilarinho Rodrigues, breve perfil

Beatriz Madaleno de Assunção , notícia atualizada às 17:52
4 jan, 15:47
Joaquim Rodrigues Jr. (EPA)
Joaquim Rodrigues Jr. (EPA)

O piloto português Joaquim Rodrigues Jr., 40 anos, venceu esta terça-feira a terceira etapa da 44.ª edição do rali Dakar de todo-o-terreno em motas, com 255 quilómetros cronometrados em redor de Al Qaisumah, na Arábia Saudita

PUB

O percurso do português nas motas já é longo. Joaquim Filipe Vilarinho Rodrigues, ou Joaquim Rodrigues Jr., conquistou com apenas 10 anos o primeiro título de campeão nacional de motocross da categoria de 60cc, feito que repetiu no ano seguinte, em 1992.

Em 1993 subiu à categoria de 80cc, terminando o primeiro ano nesta categoria em terceiro lugar e no ano seguinte voltou a ser campeão nacional.

PUB

É o ano de 1995 que marca a estreia internacional do piloto português, que conseguiu o 10º lugar no Europeu de motocross da categoria de 85cc. Pelo caminho foi juntando prémios nacionais e internacionais.

O piloto, natural de Barcelos, somavano Dakar um 10.º lugar em 2017, um 17.º em 2019 e um 11.º em 2021, a somar a duas desistências: a primeira, em 2018, na primeira etapa após uma queda violenta numa duna e a segunda, em 2020, após o acidente mortal de Paulo Gonçalves.

Já tinha também conseguido, em novembro de 2021, o terceiro lugar no Abu Dhabi Desert Challenge, última prova do campeonato. Foi essa a primeira vez em que alcançou o pódio, vitória que dedicou ao colega e amigo Paulo Gonçalves, que morreu em 2020 durante uma prova.

PUB
PUB
PUB

"Abu Dhabi, a prova onde ambos alcançámos o pódio no campeonato mundial pela primeira vez. O Paulo em 2012, eu em 2021, ambos em terceiro lugar. Coincidências?", escreveu à data no Instagram, fazendo-se acompanhar por uma fotomontagem com Paulo Gonçalves.

Joaquim Rodrigues Jr. venceu esta terça-feira a terceira etapa da 44.ª edição do rali Dakar de todo-o-terreno em motas, com 255 quilómetros cronometrados em redor de Al Qaisumah, na Arábia Saudita. Gastou 2:34.41 horas a completar o percurso, deixando o australiano Toby Price da KTM em segundo lugar e o norte-americano Mason Klein, em terceiro. 

Com estes resultados, Joaquim Rodrigues Jr. conseguiu subir cinco posições, para o 17.º posto, a 37.43 minutos do primeiro classificado, o britânico Sam Sunderland (GasGas), que esta terça-feira ficou na 13.ª posição. Este é, assim, o primeiro triunfo de Joaquim Rodrigues Jr. na competição, marcando também a estreia de triunfos da marca Hero no Dakar em seis presenças. 

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Desporto

Mais Desporto

Patrocinados