Hepatite aguda já afetou mais de 700 crianças de 34 países. Pelo menos 10 morreram

8 jun, 23:12
Criança doente.

Em Portugal ainda não existe nenhum caso confirmado da doença, sendo que os mais recentes dados apontam para 15 casos suspeitos

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) afirma que já foram identificados mais de 700 casos de hepatite aguda em crianças de 34 países. Segundo Tedros Adhanom Ghebreyesus acrescentou ainda que 112 casos estão em investigação.

Na conferência de imprensa diária daquela agência das Nações Unidas, o responsável indicou que, “pelo menos” 38 das crianças afetadas necessitaram de um transplante de fígado, depois de terem desenvolvido uma forma grave da doença. Além disso, pelo menos outras 10 morreram.

“Até ao momento não se detetou nenhum caso dos cinco vírus conhecidos de hepatite”, acrescentou, confirmando que a causa desta nova doença ainda não é conhecida.

A 31 de maio de 2022, o Centro Europeu para o Controlo e Prevenção de Doenças e a OMS Europa publicaram um boletim epidemiológico referindo 305 casos de hepatite aguda de etiologia desconhecida em crianças com 16 anos ou menos anos em 17 países da região europeia da OMS, sendo que em Portugal estavam contabilizados 15.

Segundo a Direção-Geral da Saúde, os casos 15 suspeitos reportados em Portugal até 3 de junho 2022, em crianças com idades entre os quatro meses e 16 anos, ocorreram entre novembro de 2021 e 31 de maio de 2022. O quadro clínico destas crianças tem evoluído favoravelmente.

Os outros países da região europeia da OMS que comunicaram casos até final de maio foram Reino Unido (155), Itália (29), Espanha (34), Holanda (14), Bélgica (14), Suécia (9), Irlanda (8), Dinamarca (7), Grécia (5), Noruega (5), Polónia (3), Chipre (2), França (2), Áustria (2), Bulgária (1), República da Moldova (1), Sérvia (1).

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Saúde

Mais Saúde

Patrocinados