Morreu Guilherme de Pádua, o ex-ator que matou Daniella Perez

PP
7 nov, 10:41

Atualmente era pastor da Igreja Batista da Lagoinha e tinha 53 anos. Foi vítima de enfarte

Morreu o ex-ator Guilherme de Pádua. Tinha 53 anos e foi vítima de enfarte no domingo. Mais do que a sua carreira televisiva, Guilherme de Pádua chocou o Brasil e o mundo depois de ter assassinado uma colega, a atriz Daniella Perez, em 1992, crime que confessou em tribunal.

Atualmente, e depois de ter cumprido pena de prisão, Guilherme Pádua era pastor da Igreja Batista da Lagoinha e foi esta organização que confirmou a sua morte, indica a CNN Brasil.

O ex-ator vivia em Belo Horizonte.

“Com imenso pesar, a Igreja Batista da Lagoinha informa a morte do pastor Guilherme de Pádua, que nos deixou na noite deste domingo (6) após sofrer um enfarte na sua residência em Belo Horizonte”, lê-se no comunicado citado pela CNN Brasil.

O mesmo documento explica ainda a ligação do ex-ator com a instituição religiosa. “A Igreja Batista da Lagoinha, desde o momento da conversão de Guilherme, abriu suas portas para ser, também, a sua casa. Guilherme pagou à justiça o que ela lhe impôs, como cremos que deve acontecer, e nós, como corpo de Cristo, nos posicionamentos para sermos para ele e tantos outros já condenados por crimes diversos, aquilo que a Bíblia nos instruiu: o lugar da nova chance que apenas Jesus pode dar ao que se arrepende.”

O nome de Guilherme de Pádua ficará para sempre ligado ao assassinato da sua colega, a atriz Daniella Perez, enquanto ambos trabalhavam na novela “De Corpo e Alma”, da TV Globo, em 1992, no Rio de Janeiro. Faziam par romântico no enredo. Em tribunal, Guilherme de Pádua confessou o crime e revelou que tinha tido a colaboração da sua então mulher, Paula Nogueira Thomaz.

Acabou condenado a 19 anos de prisão e foi libertado em 1999 após cumprir um terço da pena. Ainda segundo a CNN Brasil, este crime foi tema do documentário da HBO Max “Pacto Brutal – O Assassinato de Daniella Perez”.

Brasil

Mais Brasil

Patrocinados