Rússia anuncia "educação patriótica da história" obrigatória a partir dos sete anos

19 abr, 22:26
Vladimir Putin visita escola na Sibéria (AP)

No início de cada semana, todas as escolas irão também içar a bandeira da Rússia e cantar o hino nacional

O ministro da Educação da Rússia, Sergei Kravtsov, anunciou esta terça-feira a introdução da "educação patriótica da história", obrigatória para todas as crianças a partir dos 7 anos.

"A educação histórica começará nas escolas a partir do 1.º ano. "[No nosso ensino da história], nunca permitiremos que [se escreva] que de alguma forma tratámos mal outras nações - as nossas nações fraternas da Ucrânia e da Bielorrússia. Faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para que a memória histórica seja preservada", afirmou Kravtsov, citado pelo The Moscow Times.

O ministro anunciou também que, a partir de 1 de setembro, todas as escolas irão começar a semana a cantar o hino nacional e içar a bandeira da Rússia.

O presidente russo também falou sobre este tema.

"Uma compreensão profunda da nossa história, e uma atitude respeitosa e ponderada em relação à grande herança patriótica, espiritual e cultural da pátria, permite-nos tirar conclusões corretas do passado", afirmou Vladimir Putin.

Siga todos os acontecimentos principais da guerra na Ucrânia aqui, na CNN Portugal.

Relacionados

Europa

Mais Europa

Patrocinados