Erdogan dirige-se aos delegados antes do arranque das negociações: "Uma paz justa não terá um derrotado"

29 mar, 08:56

Presidente da Turquia disse que Volodymyr Zelensky e Vladimir Putin são "amigos de valor", mostrando-se disponível para acolher na Turquia um encontro entre os dois

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, dirigiu-se às delegações ucraniana e russa, que retomaram hoje as conversações de paz em Istambul.

"Uma paz justa não terá um derrotado. O conflito continua a não beneficiar ninguém", disse o presidente turco, antes do arranque das negociações, depois de cumprimentar, com a mão no peito, as duas delegações.

O conselheiro presidencial de Zelensky, Mykhailo Podolak, partilhou o momento, destacando a "responsabilidade histórica" das duas delegações "pelas decisões que hoje sejam tomadas".

“Continuing war will not benefit anyone. Restoring peace will benefit your countries and all the others. You, as delegations, bear historical responsibility for the decisions made today,” 🇹🇷 President @RTErdogan at the opening of the Istanbul round of negotiations between 🇺🇦 & 🇷🇺 pic.twitter.com/xvMnQFZw9B

— Михайло Подоляк (@Podolyak_M) March 29, 2022

No seu discurso, Erdogan sublinhou também o papel da Turquia, considerando que o seu país tem mostrado "uma posição justa" em todas as frentes desde o início da guerra.

Zelensky e Putin, "amigos de valor"

O presidente turco lembrou as partes que chegou o momento de as negociações "terem resultados concretos", pedindo um "imediato cessar-fogo".

Erdogan disse ainda que os eventuais progressos alcançados em Istambul podem abrir caminho ao encontro entre os presidentes Volodymyr Zelensky e Vladimir Putin, que a Turquia está também disponível para acolher.

"Ambos são amigos de valor", sublinhou o presidente turco.

TV ucraniana diz que negociações arrancaram sem aperto de mão

As delegações da Ucrânia e da Rússia não se cumprimentaram com o tradicional aperto de mão antes do arranque das negociações, de acordo com a televisão ucraniana.

"Foi uma recepção fria, sem aperto de mão", disse um repórter citado pela agência Reuters, não sendo claro se assistiu ao momento ou se foi informado por fonte da delegação ucraniana.

No Twitter, o conselheiro presidencial de Volodymyr Zelensky, Mykhailo Podolyak, escreveu que as duas delegações estão a discutir "as disposições fundamentais do processo de negociação", trabalhando "em paralelo em todo o espectro das questões controversas".

Round of heads of delegations. David Arakhamia and Vladimir Medinsky. On the fundamental provisions of the negotiation process. Delegations are working in parallel on the entire spectrum of contentious issues. pic.twitter.com/JsSZv7X9ZA

— Михайло Подоляк (@Podolyak_M) March 29, 2022

E será nesses encontros paralelos que Roman Abramovich estará a participar, uma vez que não está sentado na mesa de negociações.

Um desses encontros paralelos, por exemplo, está a decorrer entre o empresário e político ucraniano Davyd Arakhamia e um alto representante do Kremlin, Vladimir Medinsky, como mostrou Podolyak na fotografia partilhada.

Acompanhe a Guerra na Ucrânia AO MINUTO em CNN Portugal.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados