Para irritação da Ucrânia, Macron diz que o Ocidente não deve humilhar a Rússia

Agência Lusa , PF
4 jun, 17:06

Presidente francês quer construir uma "rampa de saída por meios diplomáticos" quando a guerra acabar. Ministro dos Negócios Estrangeiros ucraniano não poupou nas críticas à declaração

O presidente francês diz que o Ocidente não deve humilhar a Rússia, já que isso pode pôr em causa uma solução diplomática para o conflito.

Numa conferência de imprensa este sábado, Emmanuel Macron defendeu que não se deve humilhar Moscovo, para que, no dia em que os combates pararem, se possa construir uma "rampa de saída por meios diplomáticos", nas palavras do chefe de Estado.

Macron afirmou, também, estar convencido de que França pode desempenhar um papel de mediador.

Desde o início do conflito que o presidente francês tem procurado dialogar com Vladimir Putin, para chegar a um cessar-fogo.

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia reagiu com raiva aos comentários do presidente francês.

Dmytro Kuleba fez uma publicação no Twitter onde escreve que "chamadas para evitar a humilhação da Rússia só podem humilhar a França e todos os outros países que pedirem".

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados