Guterres revela "intensos contactos" para desbloquear exportação de alimentos na Ucrânia

Agência Lusa , AG
26 jun, 19:12
António Guterres

Responsável diz-se "muito preocupado com a situação"

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, manifestou-se este domingo muito preocupado com a situação na Ucrânia e adiantou que "tem havido intensos contactos" para desbloquear a exportação de produtos alimentares daquele país.

Guterres falava aos jornalistas após uma audiência com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, em Belém.

"Estamos muito preocupados com a situação na Ucrânia e, por outro lado, estamos a fazer um grande esforço no sentido de tentar resolver ou ajudar a resolver o problema da segurança alimentar, que é absolutamente dramático", afirmou António Gutrres.

E "é por isso que tem havido intensos contactos, quer com os ucranianos, quer com os russos, quer com os turcos e, por outro lado, com os Estados Unidos e com a União Europeia, no sentido de facilitar a exportação dos produtos alimentares ucranianos sem perigo e de uma forma segura no mar Negro e ao mesmo tempo as exportações nos cereais e fertilizantes russos, que são indispensáveis", rematou.

Marcelo elogia papel "incansável" de Guterres

O Presidente da República elogiou o papel “incansável” do secretário-geral das Nações Unidas na mediação da crise alimentar causada pela guerra na Ucrânia, e desvalorizou a saída da embaixadora deste país em Portugal.

No final de um evento de boas-vindas no âmbito da Conferência dos Oceanos da ONU, que arranca na segunda-feira em Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa foi questionado sobre a audiência em que recebeu António Guterres, e no final da qual o secretário-geral das Nações Unidas adiantou que "tem havido intensos contactos" para desbloquear a exportação de produtos alimentares da Ucrânia.

“O secretário-geral da ONU tem feito um esforço muito grande para ir mediando, em domínios sensíveis como esse, com persistência, com paciência, e na expectativa de que seja possível acorrer à situação de muita gente que está dependente daquilo que é uma origem de bens alimentares básicos”, afirmou o chefe de Estado.

Dizendo não poder entrar em pormenores para não atrapalhar o processo, o Presidente da República salientou que Guterres “tem sido incansável, de um lado e de outro, para encontrar soluções que, mesmo no decorrer da guerra, possam ser um acordo pontual e facilitando a vida de muita gente”.

O encontro entre António Guterres e Marcelo Rebelo de Sousa durou cerca de 45 minutos.

Relacionados

Europa

Mais Europa

Patrocinados