Ataque a teatro de Mariupol foi cometido pela Rússia, garante a OSCE

13 abr, 17:11
Imagem de satélite mostra destruição após o ataque ao teatro de Mariupol, Ucrânia (AP)

A Rússia negou a responsabilidade do ataque, tendo apontado o dedo ao Batalhão de Azov, a força de extrema-direita que luta pelo controlo da cidade

Num relatório divulgado esta quarta-feira, a OSCE (Organização para a Segurança e Cooperação na Europa) garante que o ataque de 9 de março a um teatro em Mariupol, que de acordo com a Ucrânia vitimou centenas de pessoas, foi cometido pela Rússia e constitui um crime de guerra.

"A organização não consegue concluir se o ataque russo à Ucrânia em si pode ser qualificado como um ataque generalizado ou sistemático dirigido contra uma população civil. No entanto, defende que alguns padrões de atos violentos que violam o direito internacional dos direitos humanos, que têm sido repetidamente documentados no decurso do conflito (...) são susceptíveis de satisfazer esta qualificação", pode ler-se no relatório, citado pela Sky News.

"Qualquer ato violento deste tipo, cometido como parte de um tal ataque e com o conhecimento do mesmo, constituiria então um crime contra a humanidade", completa a OSCE.

A Rússia negou a responsabilidade do ataque, tendo apontado o dedo ao Batalhão de Azov, a força de extrema-direita que luta pelo controlo da cidade.

A OSCE informa que descobriu ainda algumas violações por parte da Ucrânia, designadamente no tratamento dos prisioneiros de guerra. No entanto, ressalva que as violações da Rússia ocorreram numa escala "bastante maior".

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados