Guerra. Portugueses que se queixaram de racismo já passaram a fronteira do lado ucraniano

28 fev, 23:51
Augusto Santos Silva

"Agradeço à embaixadora da Ucrânia em Lisboa, que foi incansável quando nós sinalizámos este problema", afirma Augusto Santos Silva

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, revelou “com grande alegria” na noite desta segunda-feira que os dois estudantes portugueses que se queixaram de racismo por parte das autoridades ucranianas por não os deixarem ir para a Polónia já passaram a fronteira do lado ucraniano.

“As coisas correram bastante bem. Agradeço à embaixadora da Ucrânia em Lisboa, que foi incansável quando nós sinalizámos este problema para tentar resolvê-lo e ele está resolvido”, disse o ministro.

Augusto Santos Silva revelou ainda que não haverá qualquer limite para os ucranianos refugiados que queiram vir para Portugal. António Costa já tinha dito anteriormente que todos os ucranianos "são bem-vindos a Portugal".

Europa

Mais Europa

Patrocinados