Ficou cego e sem partes do corpo mas sente-se "muito sortudo": o relato de um jornalista que viu dois colegas morrerem na Ucrânia

8 abr, 20:54
Benjamin Hall (Direitos Reservados/ Twitter)

Veículo onde seguiam foi atingido por um míssil, seguindo-se uma explosão

Um jornalista da Fox News que ficou gravemente ferido durante um ataque na Ucrânia sente-se um "sortudo" por ter sobrevivido. No mesmo ataque, Benjamin Hall viu dois dos seus colegas morrerem, sendo o único da equipa a sobreviver, segundo avança a agência Reuters.

Benjamin Hall seguia num carro com o fotógrafo da Fox News Pierre Zakrzewski, de 55 anos, e a jornalista ucraniana Oleksandra "Sasha" Kuvshynova, de 24, quando o veículo foi atingido, seguindo-se um incêndio, a 15 de março.

"Resumindo, perdi parte da perna de um lado e um pé do lado oposto. Os médicos estão a tentar recuperar uma das minhas mãos. Estou cego de um olho e a minha audição está bastante danificada", adiantou Hall através de uma publicação no Twitter, entretanto apagada pelo profissional de informação.

"Apesar de tudo, sinto-me muito sortudo por estar aqui. As pessoas que me salvaram são incríveis", afirmou Hall. Este é o segundo tweet que o jornalista publica desde o ataque que sofreu. No primeiro prestou uma homenagem aos colegas que morreram.

Zakrzewski era um fotógrafo veterano de guerra que cobriu vários conflitos para a Fox News, inclusive no Iraque, Afeganistão e Síria. Correspondente em Londres, estava na Ucrânia desde o início da guerra, em fevereiro. Kuvshynova, por sua vez, estava a ajudar as equipas de jornalistas destacadas pela Fox, ajudando a "guiar" os colegas em Kiev e a obter informações.

A invasão russa da Ucrânia começou a 24 de fevereiro e tirou a vida a oito jornalistas profissionais e a um cidadão-jornalista, seis dos quais ucranianos, avançou este domingo a agência de notícias espanhola Efe.

A última vítima foi Maks Levin, fotojornalista ucraniano que trabalhava para vários órgãos de comunicação nacionais e internacionais.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados