Como é que a Ucrânia está a destruir tantos tanques russos? O segredo está em dois lançadores de mísseis portáteis

26 mar 2022, 15:46

Com o país invadido pelas tropas russas há mais de um mês, os soldados ucranianos sabiam as dificuldades que teriam para combater os blindados russos. Por isso, foram obrigados a encontrar novas táticas

Desde o dia 24 de fevereiro que a Ucrânia está a ser intensamente atacada pelas tropas russas. E, durante esse período, foram vários os tanques russos eliminados pelos militares ucranianos.

Os ucranianos não estão preparados para combater os blindados russos com tanques próprios, por isso inventaram outras táticas, abatendo tanques com mísseis.

O Reino Unido forneceu aos ucranianos mais de 4.200 armas, de acordo com informação avançada pelo New York Times. E o governo britânico anunciou esta quarta-feira que enviaria mais seis mil "mísseis defensivos" para a Ucrânia. 

No total, os países pertencentes à NATO enviaram mais de 17 mil mísseis antitanque e foguetes para a Ucrânia, de acordo com os dados avançados no início do mês de março. 

As "Next generation Light Anti-tank Weapon" (NLAW) são as chamadas "armas de ombro" e já foram responsáveis pela destruição de vários tanques e veículos blindados russos. Com o sistema de mísseis descartáveis, é considerada uma arma da "nova geração" ligeira anti-tanque.

Soldado ucraniano dispara um sistema antitanque britânico NLAW na região do Donbass Foto: Vadim Ghirda/AP

Estas armas são o resultado de décadas de pesquisa dedicada à construção de pequenos mísseis guiados e que agora são responsáveis por manter um certo "equilíbrio" de poder entre um temível tanque e um soldado.

Em apenas 15 segundos, as tropas ucranianas conseguem disparar com elevada precisão. Fáceis de operar, as NLAW provaram ser bastante versáteis em cenários de emboscada de curto alcance. 

Também os Estados Unidos enviaram à Ucrânia cerca de 2.600 Javelins. Esta arma é uma espécie de "lançador de mísseis" antitanque portátil, produzido e desenvolvido pelos EUA. Mais 2.000 estarão a caminho. 

NLAW vs Javelin

As principais diferenças entre a arma antitanque NLAW e a Javelin é que a primeira é menos pesada (o que facilita o seu uso), custa metade do valor e pode ser facilmente descartada.

Ambas conseguem causar danos muito significativos que no passado só eram possíveis através do recurso a armamento muito maior e mais pesado. As duas armas podem ser disparadas em direção a alvos diretos como soldados inimigos ou contra um edifício, mas também podem ser programadas para atingir um inimigo aéreo (algo que não é possível fazer caso se trate de um veículo blindado ou tanque).

O míssil dos NLAW voa um caminho mais curto do que o dos Javelin. No entanto, tanto um como outro estão a cumprir o mesmo objetivo: a destruição de um incontável número de tanques russos, assim como de veículos blindados e camiões.

Soldados ucranianos disparam sistema antitanque Javelin Foto: Gabinete de Imprensa do Ministério da Defesa Ucraniano via AP

 

Relacionados

Europa

Mais Europa

Mais Lidas

Patrocinados