Ciberataque a empresas de táxis russa causa engarrafamento de duas horas em Moscovo

2 set, 00:29
Ciberataque causa engarrafamentos em Moscovo

Multiplicam-se as imagens que mostram um grande número táxis a tentar esquivar-se do trânsito

A aplicação de um dos maiores sistemas de táxis da Rússia foi alvo de um ciberataque, esta quinta-feira, que fez com que os motoristas fossem todos chamados ao mesmo local, criando constrangimentos no trânsito que duraram mais de duas horas. A Yandex confirmou ter sido alvo de um ataque à Forbes Rússia.

Durante as primeiras horas da manhã, vários taxistas foram chamados à Kutuzovsky Prospekt, a maior avenida radial de Moscovo, causando um engarrafamento na zona oeste da capital russa. Alguns motoristas ficaram presos no trânsito durante mais de 40 minutos e, nas redes sociais, multiplicam-se as imagens que mostram um grande número táxis a tentar esquivar-se do trânsito.

No comunicado citado pelo jornal, a Yandex, conhecida como a Google russa, explica que, “na manhã do dia 1 de setembro, a Yandex Taxi identificou uma tentativa de invasão para interromper o serviço. Várias dezenas de motoristas receberam pedidos em massa para a região de Fili”.

Em resposta ao elevado número de pedidos falsos, as equipas da Yandex Taxi interrompeu as tentativas de pedidos, acabando por normalizar a situação. Fontes da empresa garantem que a falha de segurança que permitiu aos hackers causarem problemas no serviço já foi remediado.

A Yandex prometeu também tratar de compensar os motoristas e clientes prejudicados pelas falhas do serviço.

Esta não foi a primeira vez que a empresa foi alvo de hackers. No passado mês de junho, os piratas informáticos lançaram ataques contra várias plataformas de agregadores de táxis, fazendo com que os clientes fossem incapazes de solicitar transporte em Moscovo e noutras regiões.

Europa

Mais Europa

Patrocinados