Generali compra 8,71% do Banco CTT através de aumento de capital de 25 ME

Agência Lusa , AM
7 nov, 06:13
CTT

Grupo adiantou que a aliança pressupõe a distribuição de seguros de vida e de ramos reais da Tranquilidade pelos CTT e pelo Banco CTT, através de contratos de distribuição de longo prazo, com períodos de exclusividade renováveis de cinco anos

O grupo segurador italiano Generali comprou uma participação de cerca de 8,71% do Banco CTT através de um aumento de capital de 25 milhões de euros, anunciou esta segunda-feira o Grupo CTT.

"A transação inclui a subscrição pela Tranquilidade/Generali Seguros de um aumento de capital social reservado de 25 milhões de euros no Banco CTT em contrapartida de uma participação de aproximadamente 8,71 por cento", lê-se em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Em comunicado separado, o grupo Generali disse que, com a subsidiária assume "a ambição de consolidar a sua posição no mercado segurador português".

O grupo adiantou que a aliança pressupõe a distribuição de seguros de vida e de ramos reais da Tranquilidade pelos CTT e pelo Banco CTT, através de contratos de distribuição de longo prazo, com períodos de exclusividade renováveis de cinco anos.

Pedro Carvalho, CEO da Tranquilidade, referiu no comunicado que a parceria é um passo importante para a Tranquilidade "permitindo-lhe reforçar a sua dimensão no próximo triénio de forma significativa e alterar o atual paradigma do mercado segurador nacional, através da introdução de soluções seguradoras inovadoras e de última geração".

A Tranquilidade terminou o exercício de 2021 com um volume de negócios de 1.140 milhões de euros, dos quais 1.060 milhões na atividade Não Vida e os restantes 80 milhões de euros na área Vida.

Economia

Mais Economia

Patrocinados