Frente Comum marca greve nacional da função pública para 17 de março

Agência Lusa , CF
23 fev, 15:08
Plenário nacional da Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública em frente à Assembleia da República (Lusa/ Tiago Petinga)

Paralisação irá realizar-se um dia antes da manifestação nacional da CGTP, convocada para 18 de março

A Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública anunciou esta quinta-feira uma greve nacional para 17 de março para exigir aumentos imediatos dos salários e a valorização das carreiras e dos serviços públicos, perante "o quadro de empobrecimento" dos trabalhadores.

"Vai ser uma grande greve da administração pública", disse o líder da Frente Comum, Sebastião Santana, em conferência de imprensa, em Lisboa, lembrando que a paralisação irá realizar-se um dia antes da manifestação nacional da CGTP, convocada para 18 de março.

A decisão de avançar para a greve foi tomada na cimeira de sindicatos da Frente Comum, realizada na manhã de quinta-feira, indicou Sebastião Santana, sublinhando que foi tido em conta "um quadro de empobrecimento generalizado dos trabalhadores".

Questionado sobre se a Frente Comum está disponível para uma greve geral, em conjunto com a restantes estruturas sindicais, o líder sindical disse que "a data está anunciada" e que todos serão "muito bem-vindos a esta jornada de luta".

Também a CGTP anunciou na sexta-feira uma manifestação nacional em Lisboa, a realizar no dia 18 de março, para reivindicar o aumento imediato dos salários e das pensões e em protesto contra a subida do custo de vida.

País

Mais País

Patrocinados