Rapaz de 13 anos conduzia pick-up que colidiu com carrinha no Texas. Tiago Sousa entre as nove vítimas mortais

17 mar 2022, 22:50
Tiago Sousa

Golfista português de 18 anos viajava com a sua equipa da universidade de Southwest. Além do português, morreram outros cinco universitários e o treinador. Há ainda dois estudantes hospitalizados em estado crítico

Um adolescente de 13 anos conduzia a pick-up que colidiu terça-feira com uma carrinha no Texas, Estados Unidos, onde seguia o golfista português Tiago Sousa, de 18 anos.

O veículo conduzido pelo rapaz, que a seu lado tinha o pai, de 39 anos, circulava em sentido contrário no momento do acidente, tendo colidido de frente com a carrinha onde seguiam vários elementos da equipa de golfe universitária de Southwest, do Novo México, que regressava de uma competição, de acordo com o Conselho Nacional de Segurança nos Transportes dos EUA.

Segundo ainda a autoridade rodoviária, o pneu da frente da pick-up terá rebentando antes do choque frontal. Ambas as viaturas seguiam a alta velocidade. 

Além da morte do jovem português, morreram ainda no acidente outros cinco universitários e o treinador, a maioria caloiros. Há ainda dois estudantes hospitalizados em estado crítico. Também a criança e o pai morreram.

A Federação Portuguesa de Golfe lamenta a morte de Tiago Sousa, que descreve como "um jovem com bastante talento" e com "um comportamento dentro e fora de campo irrepreensível".

O golfista português era membro da Associação da Quinta do Lago, no Algarve, e encontrava-se a frequentar o 1.º ano da universidade nos EUA. 
 

 

O acidente aconteceu na terça-feira à noite (madrugada de quarta-feira em Lisboa).

Na quarta-feira foi criado um memorial no campo de golfe onde a equipa treinava, enquanto a universidade disponibilizou apoio psicológico a alunos, docentes e funcionários.

No Texas, apenas os menores a partir dos 15 anos podem conduzir desde que acompanhados por adultos.

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados