«Na época passada, nesta jornada, o Gil Vicente tinha os mesmos pontos»

André Cruz , Estádio Cidade de Barcelos
7 out, 23:33
Ivo Vieira

Ivo Vieira reconhece que queria «que a equipa fizesse mais e melhor»

Declarações do treinador do Gil Vicente, Ivo Vieira, após a derrota frente ao Estoril (1-0), em jogo da jornada nove da Liga:

«[Ineficácia] Foi isso que ditou o jogo, a equipa mais eficaz ganhou e leva os três pontos. Criámos situações para poder fazer golo. Estou consciente de que o Estoril criou problemas no corredor direito e teve situações. Roubámos três ou quatro bolas na zona intermédia e ficámos em igualdade ou superioridade numérica, faltou melhor decisão no ultimo terço. Na segunda parte, quem marcasse tinha vantagem, o Estoril foi mais feliz, mas nós também podíamos tirar daqui o mesmo resultado.

[Trocar extremos ao intervalo] Temos de acreditar nos jogadores que temos. Tem a ver com o rendimento. Quando se altera um jogador é porque o rendimento não está a ser o pretendido perante o que se quer. Podemos fazer melhor no último terço, no cruzamento, no remate. Tivemos várias situações. Não fizemos um jogo por aí em diante, não foi bom das duas partes, queremos jogar melhor. A equipa precisava de fazer um golo para poder soltar-se. A troca foi uma opção.

[Notou-se o bom momento que vive o Estoril e a pressão do Gil Vicente pelo lugar na tabela?] O Estoril tem muita juventude, muito recurso técnico e está numa posição em que os jogadores jogam sem grandes responsabilidades, sem pressão e as coisas surgem de forma natural. Aspirávamos a fazer muito mais e isso esbarra na liberdade e confiança da equipa. Os resultados vêm com trabalho, para a equipa se poder soltar mais.

[Cinco pontos em 15 possíveis em casa preocupa-o?] Obviamente. Da minha parte há uma apreensão, queria ter mais pontos e que a equipa fizesse mais e melhor. Na época passada, nesta jornada, o Gil tinha os mesmos pontos e catapultou para uma época fantástica. Temos de jogar melhor e amealhar pontos. São fases, esta não é muito abonatória nos jogos em casa mas, tirando o FC Porto, não me lembro de uma equipa mais forte ou com mais bola do que nós. Hoje, foi mais repartido, não foi tão evidente como o último jogo em que corremos atrás do resultado e igualámos.»

Relacionados

Patrocinados