Tortura de imigrantes em Odemira: GNR diz que denunciou o caso às autoridades e confirma que “três são reincidentes”

16 dez 2021, 20:13
Imagens mostram militares da GNR a humilhar e torturar migrantes em Odemira
Imagens mostram militares da GNR a humilhar e torturar migrantes em Odemira

IGAI está a investigar o caso. Cinco militares aguardam medidas sancionatórias

PUB

A GNR garante que denunciou o caso da tortura e humilhação de imigrantes por parte de militares daquela força de segurança em Odemira. Em reação a uma investigação TVI/CNN Portugal, a GNR garante que "tomou conhecimento dos factos" e "reportou-os prontamente ao Ministério Público". Aquela força de segurança confirma a informação avançada pela TVI/CNN Portugal, informando que três dos sete militares envolvidos são reincidentes, estando também envolvidos num outro processo semelhante, tal como já tinha dito também o Ministério da Administração Interna.

"Neste segundo processo, estão envolvidos sete militares do Destacamento Territorial de Odemira, em que três deles são reincidentes. Este é o processo que relata a investigação CNN e remonta a 2019", explica a nota.

PUB

Foi também instaurado um processo de inquérito por parte da Inspeção-Geral da Administração Interna, que vai tentar apurar as circunstâncias e a conduta dos militares, para posteriormente aplicar medidas sancionatórias.

De acordo com a GNR, dois dos sete militares encontram-se suspensos por ordem do Ministério da Administração Interna. No entanto, o comunicado da guarda não esclarece se a suspensão foi relativa ao primeiro processo ou ao caso agora denunciado. A CNN Portugal contactou a GNR no sentido de esclarecer qual dos casos levou às suspensões.

PUB
PUB
PUB

"De realçar, que em todo o processo, a Guarda para além de denunciante, prestou toda a colaboração nas diversas diligências e atos processuais necessários", acrescenta o comunicado.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados