Tesla vai pagar mais de 50 mil milhões de euros de prémio a Elon Musk

13 jun, 22:19
Elon Musk. (Patrick Pleul/Pool via AP)

Sede dos serviços jurídicos vai mudar de sítio e há duas personalidades bem conhecidas que receberam boas notícias

Os acionistas da Tesla decidiram aprovar um prémio de 56 mil milhões de dólares (cerca de 52 mil milhões de euros) a Elon Musk, CEO e dono da empresa.

O anúncio foi confirmado pela empresa produtora de veículos elétricos, naquilo que é um grande incentivo à liderança do milionário, que vê a sua posição na empresa reforçada.

Os acionistas aprovaram também outra proposta, que prevê a transferência dos escritórios jurídicos para o Texas, sendo que até aqui se encontravam no Delaware.

Foram ainda aprovadas outras propostas, nomeadamente a reeleição de dois membros do conselho de administração: Kimbal Musk, irmão do dono da empresa, e James Murdoch, filho do magnata Rupert Murdoch.

Elon Musk passou grande parte desta quarta-feira a escrever que a proposta estava a começar a receber grande apoio dos acionistas, a quem foi agradecendo ao longo das horas, com várias publicações na rede social X.

Este é, de acordo com os especialistas do mercado, um claro sinal de que o dono da Tesla goza de grande popularidade entre os investidores da marca, muitos deles fãs confessos do excêntrico milionário.

Segue-se aquilo que poderá vir a ser uma longa batalha jurídica para tentar levar esta decisão em frente. É que um juiz do Delaware tinha proibido o pacote de prémios, que descreveu como "insondável". À vista estão ainda outros possível processos judiciais, até porque falamos daquele que é o maior pagamento do género na história empresarial dos Estados Unidos.

Empresas

Mais Empresas

Patrocinados