Taxas Euribor a 3,6 e 12 meses renovam máximos de 14 anos pela 3.ª sessão consecutiva

Agência Lusa , PF
11 jan, 11:20
Casas (Getty Images)

A média da Euribor a seis meses subiu de 2,321% em novembro para 2,560% em dezembro

As taxas Euribor subiram esta quarta-feira, pela terceira sessão consecutiva, a três, a seis e a 12 meses para novos máximos desde janeiro de 2009 nos dois prazos mais curtos e desde dezembro de 2008 no prazo mais longo.

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação e que entrou em terreno positivo em 6 de junho, avançou , pela terceira sessão consecutiva, para 2,858%, mais 0,038 pontos e um novo máximo desde janeiro de 2009.

A média da Euribor a seis meses subiu de 2,321% em novembro para 2,560% em dezembro.

A Euribor a seis meses esteve negativa durante seis anos e sete meses (entre 6 de novembro de 2015 e 3 de junho de 2022).

No mesmo sentido, a Euribor a três meses, que entrou em 14 de julho em terreno positivo pela primeira vez desde abril de 2015, avançou, também pela terceira sessão consecutiva, ao ser fixada em 2,298%, mais 0,014 pontos e um novo máximo desde janeiro de 2009.

A taxa Euribor a três meses esteve negativa entre 21 de abril de 2015 e 13 de julho último (sete anos e dois meses).

A média da Euribor a três meses subiu de 1,825% em novembro para 2,063% em dezembro.

No prazo de 12 meses, a Euribor também avançou, ao ser fixada em 3,370%, mais 0,032 pontos que na terça-feira e um máximo desde dezembro de 2008.

Após ter disparado em 12 de abril para 0,005%, pela primeira vez positiva desde 5 de fevereiro de 2016, a Euribor a 12 meses está em terreno positivo desde 21 de abril.

A média da Euribor a 12 meses avançou de 2,828% em novembro para 3,018% em dezembro.

Imobiliário

Mais Imobiliário

Patrocinados