Sismo de magnitude 4,4 registado ao largo do Algarve. Foi também sentido em Espanha

Rafaela Laja , com Lusa. Notícia atualizada às 11:04
1 jan, 21:23

Abalo ocorreu às 21:03, com epicentro a 82 quilómetros de Olhão, no distrito de Faro. Foi também sentido em Espanha

PUB

Foi registado, ao início da noite deste sábado, um sismo de magnitude 4,4 na escala de Richter a 82 quilómetros de Olhão.

Segundo o IPMA, o abalo foi registado às 21:03 nas estações da Rede Sísmica do Continente com epicentro a cerca de 85 quilómetros a Sul de Faro e a 12 quilómetros de profundidade.

PUB

“Este sismo, de acordo com a informação disponível até ao momento, não causou danos pessoais ou materiais e foi sentido com intensidade máxima IV (escala de Mercalli modificada) no concelho de Olhão (Faro)”, indicou o IPMA, numa nota emitida na sua página na Internet.

Segundo a agência de notícias espanhola EFE, o sismo foi também sentido esta noite em vários pontos ao longo da costa de Huelva, tendo o seu epicentro em alto mar, entre a costa da província e a costa portuguesa.

Segundo o Instituto Nacional Geográfico (IGN) espanhol, o sismo ocorreu às 22:03 horas locais (21:03 hora de Lisboa), com o ponto de partida do terramoto a uma profundidade de 13 quilómetros.

 

Este sismo, de acordo com a informação disponível até ao momento, não causou danos pessoais ou materiais e foi sentido com intensidade máxima IV (escala de Mercalli modificada) no concelho de Olhão (Faro), indicou o IPMA, numa nota emitida.

PUB
PUB
PUB

Nas redes sociais, são vários os testemunhos de quem sentiu o abalo no distrito de Faro, nomeadamente nos concelhos de Albufeira, Faro e Loulé.

O serviço de emergência local informou que tinham sido recebidas chamadas de pessoas a indicar que tinham sentido um pequeno tremor de terra, que durou vários segundos nos municípios de Lepe, Ayamonte e Cartaya.

Também em Espanha não houve informações, até ao momento, do registo de danos materiais ou pessoais.

Na costa portuguesa, “foi ainda sentido com menor intensidade nos concelhos de Albufeira, Faro e Loulé (Faro)”, concluiu o IPMA.

Uma newsletter para conversarmos - Decisão 22

Envie-nos as suas questões e sugestões de temas, responderemos pela caixa do correio

Saiba mais

País

Mais País

Patrocinados