Sarah Palin jantou em vários restaurantes de Nova Iorque infetada com covid-19

28 jan, 10:19
Sarah Palin Foto: AP

A antiga candidata a vice-presidente dos republicanos está em Nova Iorque para um julgamento, que teve de ser adiado depois de Palin ter teste positivo para covid-19. Mas não se coibiu de jantar fora, apesar de ter de cumprir cinco dias de isolamento

Apesar de infetada com covid-19, Sarah Palin, a antiga candidata a vice-presidente dos Estados Unidos pelos republicanos, continuou a frequentar restaurantes na cidade de Nova Iorque. Várias fotografias publicadas pelo site de notícias Mediaite mostram Palin a jantar fora nas noites de terça e quarta-feira, ainda que fosse público que a antiga governadora do estado do Alasca estava infetada: Palin está em Nova Iorque para um julgamento, por ter processado por difamação o jornal The New York Times na sequência de um editorial sobre os seus comentários a propósito da violência com armas de fogo. Palin teve três testes positivos, conhecidos na segunda-feira, obrigando a adiar para 3 de fevereiro o início das sessões em tribunal.

A ex-governadora já tinha sido vista a jantar no interior do restaurante Elio's, no bairro nova-iorquino de Upper East Side, no sábado passado. Apesar de ainda não ter teste positivo na altura, Palin já estava a violar a regra que exige que todos os clientes apresentem certificado de vacinação para se sentarem no interior dos estabelecimentos de restauração - a republicana já garantiu por várias vezes que não será vacinada contra a covid-19.

Na sequência deste primeiro episódio, a gerência do restaurante admitiu que estava a investigar a visita de Palin e que, provavelmente, o restaurante tinha “cometido um erro”. Mas Palin regressou ao Elio's na noite de quarta-feira, alegadamente para se desculpar da polémica em torno da sua visita no fim de semana anterior. “De acordo com a obrigatoriedade da vacina e para proteger os nossos funcionários, sentámo-la no exterior. Somos um restaurante aberto ao público e tratamos todos os cidadãos da mesma forma" disse ao Mediaite Luca Guaitolini, o gerente do Elio. Porém, na segunda visita ao restaurante, Palin já estava infetada e deveria estar em isolamento.

Na noite anterior, a antiga governadora também foi vista a jantar na esplanada do restaurante Campagnola. O município de Nova Iorque incentivou todos aqueles que estiveram em contacto com Palin a fazerem um teste à covid-19, avisando que a republicana tem de “seguir as regras como toda a gente”.

“Ao desobedecer repetidamente às indicações do CDC [Centro de Controlo de Doenças dos EUA], a senhora Palin mostrou um completo desrespeito pela saúde e segurança dos trabalhadores de pequenas empresas”, refere um comunicado enviado pelo porta-voz do município nova-iorquino, Jonah Allon, ao Washington Post. “Incentivamos a senhora Palin a juntar-se aos 98% dos nova-iorquinos que dizem ter seguido as regras de isolamento e ajudaram a cidade de Nova Iorque a travar os contágios”, acrescentava a declaração.

Esta será a segunda vez que Sarah Palin está infetada com covid-19. A primeira vez foi em março de 2021, mas a antiga candidata à vice-presidência dos EUA reiterou a sua oposição às vacinas, tendo chegado a afirmar num comício dos republicanos que só receberia a vacina por cima do seu cadáver.

Relacionados

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados