Registados os sete primeiros casos da variante Ómicron na Venezuela

23 dez 2021, 06:18
Nicolás Maduro
Nicolás Maduro

Presidente venezuelano, que afirma que era inevitável que a variante chegasse ao país, apelou à população que se vacine

PUB

A Venezuela registou os primeiros sete casos de pessoas infetadas com a nova variante Ómicron no país, anunciou o presidente Nicolás Maduro.

“Confirmo os primeiros sete casos da variante Ómicron na Venezuela. Era inevitável que esta variante chegasse ao país. Já tinha chegado à Colômbia e ao Brasil”, disse Nicolás Maduro à televisão estatal venezuelana.

PUB

Segundo Nicolás Maduro, entre as pessoas com a variante Ómicron, estão um jovem de 20 anos que esteve no Panamá, uma mulher de 32 anos, que esteve em Istambul. Também dois jovens que chegaram da República Dominicana, e uma mulher de 54 anos que regressou à Venezuela em 12 de dezembro.

“A melhor defesa contra a Ómicron é vacinar-se cedo”, disse Nicolás Maduro sublinhando que espera que 90% da população venezuelana esteja vacinada até 31 de dezembro.

Segundo Nicolás Maduro a Venezuela iniciará, a 3 de janeiro de 2022, a vacinação de reforço ou terceira dose das vacinas contra o coronavírus.

Desde março de 2020 que a Venezuela está em confinamento preventivo, por causa da covid-19, aplicando um sistema de sete dias de flexibilização, seguidos de sete dias de confinamento rigoroso.

PUB
PUB
PUB

No entanto, os meses de novembro e dezembro, a quarentena foi declarada flexível, devido à realização de eleições municipais e regionais, e também devido à época natalícia.

Desde o início da pandemia, a Venezuela contabilizou 5.306 mortes e 442.431 casos da doença, de acordo com dados oficiais.

A covid-19 provocou mais de 5,35 milhões de mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados