PSP investiga descarga ilegal em ribeira de Santo Tirso com água azul

Agência Lusa , BMA
7 mar, 19:15
PSP

Queixa é recorrente e denunciante avança que já ribeira já teve várias colorações: amarela, laranja, roxo, castanha

A PSP está a investigar a possibilidade de uma descarga ilegal numa ribeira junto à zona industrial da Picaria, em Santo Tirso, depois de ter sido feita uma denúncia de que a água estava azul.

Questionada pela agência Lusa, a Polícia de Segurança Pública de Santo Tirso, no distrito do Porto confirmou que recebeu uma denúncia de que a ribeira estava azul e que estão a ser tomadas “diligências” quanto a uma eventual descarga ilegal.

A queixa é recorrente, explicou à Lusa Norberta Coelho, que, há cerca de um ano, já tinha denunciado que a ribeira que passa junto a um terreno de que é proprietária estava vermelha.

“Já teve várias colorações: amarela, laranja, roxo, castanha, já teve várias cores”, garante.

Esta munícipe acredita que se trata de descargas ilegais, já que há ali perto “uma zona industrial muito recente”.

Para Norberta Coelho, devem ser feitas as “alterações necessárias, porque aquela é uma zona industrial muito recente e não há razão para que as ligações não estejam em condições”.

“O que é saneamento devia ir para saneamento, e as [águas] pluviais é que podem ir para a ribeira”, detalhou.

A proprietária disse ainda que, “às vezes, há descargas só de espuma” e que é comum que os pequenos animais que habitam naquela ribeira, como sapos, apareçam mortos depois destas descargas.

Neste efluente do Rio Sanguinhedo, que “atravessa a cidade, aí sim, com peixes e patos”, há um “ecossistema que fica afetado”, realçou.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados