Polícia resgata 48 mulheres mantidas em cativeiro no Equador e Peru

Agência Lusa , DCT
24 jul, 08:27
Polícia do Peru (AP Photo/Roberto Candia)

Em dezembro, mais de 200 pessoas suspeitas de integrarem uma vasta rede de tráfico de migrantes na América do Sul e na América Central foram presas, numa operação coordenada pela Interpol

O ministério do Interior equatoriano anunciou o resgate de 48 mulheres, mantidas em cativeiro para fins sexuais, numa operação contra uma alegada rede de tráfico de pessoas que atuava no Equador e no Peru.

Numa mensagem publicada na rede social Twitter, o ministério acrescentou que a operação implicou buscas em 18 edifícios, nos quais foram resgatadas as mulheres, sem revelar a localização.

A polícia equatoriana divulgou fotografias, com o rosto parcialmente coberto, de várias das 13 pessoas detidas para investigação por suspeitas de estarem “ligadas ao crime de tráfico de pessoas", disse o ministério.

A operação foi lançada em conjunto com a direção nacional de investigação criminal e a direção contra o tráfico de pessoas e contrabando de migrantes da Polícia Nacional do Peru.

Em dezembro, mais de 200 pessoas suspeitas de integrarem uma vasta rede de tráfico de migrantes na América do Sul e na América Central foram presas, numa operação coordenada pela Interpol.

Segundo a organização de cooperação policial, 16 alegados membros do grupo de crime organizado venezuelano "Tren de Aragua" foram detidos no Equador por serem suspeitos de traficar migrantes haitianos, com a ajuda de grupos armados da Colômbia.

Na Colômbia, a organização de crime organizado 'Casa Inglesa', conhecida pela exploração sexual de crianças em Bogotá, também foi desmantelada.

Supostamente, as crianças eram captadas e aliciadas na Venezuela e enviadas para o Equador através da Colômbia.

Em 2018, a Organização Internacional para as Migrações alertou que as centenas de milhares de refugiados venezuelanos que tinham entrado no Equador, Peru e Chile, do quais 40% eram mulheres e crianças, estavam mais expostos à violência sexual, podendo cair em redes de prostituição ou serem vítimas de tráfico humano.

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados