Polémica nos Óscares levanta o véu sobre a “luta” de Jada Pinkett Smith com a alopecia

CNN , Oscar Holland
29 mar, 12:00
Jada Pinkett Smith na 94.ª edição dos Óscares (Foto: Jeff Kravitz/FilmMagic/Getty Images)

Jada Pinkett Smith acabou por ver a sua luta contra a perda de cabelo no centro de uma polémica inesperada na cerimónia dos Óscares da noite de domingo, quando o marido Will Smith parece bater no comediante Chris Rock em resposta a uma piada que ele fez sobre a cabeça rapada de Jada.

Mas enquanto os utilizadores das redes sociais ficaram divididos quanto à resposta irritada da estrela de “King Richard - Para Além do Jogo", houve um grande apoio online a Pinkett Smith, que já tinha falado antes sobre as suas experiências com a alopecia.

“Jada é uma inspiração ATUAL para tantas pessoas que vivem com a mesma doença ou com uma subcategoria semelhante”, escreveu uma utilizadora. Enquanto isso, a escritora Roxane Gay disse que, embora não achasse que a piada sobre a alopecia de Pinkett Smith justificasse a violência, ela entendia como isso “pode levar alguém ao limite”. 

Quando revelou o diagnóstico em 2018, Pinkett Smith falou publicamente sobre a doença, que não tem cura conhecida. Num episódio do seu programa, “Red Table Talk”, ela relembrou o momento “aterrorizante” em que notou pela primeira vez que estava a perder “mãos-cheias de cabelo” no duche. “Foi uma daquelas vezes na minha vida em que comecei literalmente a tremer de medo”, disse ela. “Foi por isso que cortei o cabelo e continuei a cortá-lo.”

Jada Pinkett Smith na exibição de um filme em Los Angeles a 18 de novembro de 2019

Nos últimos anos, a atriz tem usado o cabelo muito curto ou tem participado de eventos usando lenços e turbantes. Em julho do ano passado, revelou a cabeça completamente rapada, publicando uma foto dela com a filha Willow no Instagram. “A Willow levou-me a fazer isto porque estava na hora de deixar ir”, escreveu ela na legenda que acompanha a foto. “MAS... os meus 50 anos estão prestes a ser divinamente iluminados com este brilho (cabeça rapada).”

Quando publicou uma atualização sobre a sua “luta” com a doença, no Instagram, em dezembro passado, Pinkett Smith disse que estava a aceitar a condição e que “eu e esta alopecia vamos ser amigas. Ponto final!” “Vou ter de cortá-lo bem rentinho para ninguém achar que fiz uma cirurgia ao cérebro", escreveu ela na publicação, que foi acompanhada de um vídeo onde ela mostrava aos seguidores uma nova zona de perda de cabelo que seria “mais difícil de esconder”. Depois, acrescentou que ia usar “alguns brilhantes” para “fazer uma pequena coroa”.

 

Desde então, Pinkett Smith já apareceu em público com o seu novo visual em várias cerimónias de prémios e estreias. No Critics' Choice Awards, no início deste mês, usou um acessório na cabeça incrustado de diamantes.  

Jada Pinkett Smith a usar um acessório incrustado de diamantes no Critics Choice Awards, no início deste mês (Foto: Axelle/Bauer-Griffin/FilmMagic/Getty Images)

Cerca de um terço das mulheres sofrerá algum tipo de perda de cabelo na sua vida, segundo a Faculdade de Medicina de Harvard. E um estudo revisto pelos pares, publicado em 2018, descobriu que as mulheres negras e hispânicas nos EUA têm uma hipótese “significativamente maior” do que as mulheres brancas de desenvolver alopecia areata - o termo médico para o distúrbio autoimune que Pinkett Smith tem.

Os ativistas da alopecia, e aqueles que sofrem com essa condição, foram às redes sociais após o incidente, com um grupo de consciencialização, “The Bald Girls Do Lunch”, e escreveram no Twitter: “Piadas sobre @jadapsmith ou qualquer mulher com #alopecia #alopeciaareata nunca são aceitáveis. Ponto final.”
“A Jada teve muita coragem para assumi-lo em público”, escreveu outra utilizadora do Twitter, que também sofre do distúrbio, acrescentando: “Que vergonha, Chris Rock!”

 

A antiga estrela da NBA e autodenominado “embaixador da alopecia” Charlie Villanueva usou a polémica para publicar uma mensagem de apoio àqueles que sofrem com o transtorno: “Lembrem-se, vocês é que têm a alopecia, não é a alopecia que vos tem.”
 

Relacionados

Artes

Mais Artes

Patrocinados