Mais de 20 detidos por tráfico de droga em megaoperação da GNR no Alentejo

Agência Lusa , BMA
26 jan, 13:29
GNR

Dos suspeitos, seis têm antecedentes criminais por ilícitos da mesma natureza

 A GNR desmantelou uma rede de tráfico de droga, envolvendo a detenção de 21 pessoas, entre os 19 e os 35 anos, em quatro concelhos do Alentejo, e apreendeu 46 quilos de haxixe, foi esta quarta-feira anunciado.

As detenções no âmbito desta operação, intitulada “Imperfechtus”, foram efetuadas nos concelhos de Beja e Mértola, no distrito de Beja, e nos de Portel e Viana do Alentejo, no distrito de Évora, revelou a Guarda, em comunicado.

Dos 21 detidos, 18 são homens e três são mulheres, indicou à agência Lusa fonte do Comando Territorial de Évora da GNR, explicando que os suspeitos vão ser presentes, na quinta-feira, ao Tribunal Judicial de Évora para aplicação das medidas de coação.

A operação policial, no âmbito de uma investigação por tráfico de droga que decorria desde dezembro de 2019, foi desenvolvida pelo Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Évora, na madrugada desta quarta-feira.

“Os militares da Guarda desenvolveram diversas diligências policiais que permitiram apurar que os suspeitos atuavam de forma organizada e hierarquizada, vendendo o produto estupefaciente a outros indivíduos que se dedicavam também ao tráfico, bem como a consumidores, provocando alarmismo e sentimento de insegurança perante a população”, pode ler-se no comunicado.

A GNR deu cumprimento a 35 mandados de busca, 16 domiciliários, uma em estabelecimento e 18 em veículos, que culminaram na detenção de 18 suspeitos.

Assim, a GNR considerou que foi desmantelada “uma rede de tráfico de estupefacientes organizada, que operava em várias localidades dos concelhos de Beja, Évora e Lisboa”.

Além destes 18 suspeitos detidos, os militares “detiveram ainda em flagrante três homens por tráfico de estupefacientes que se encontravam associados a esta investigação”.

Um total de 92 mil doses de haxixe, ou seja, “aproximadamente 46 quilos”, foi apreendido nesta operação, assim como um colete balístico, nove viaturas, uma botija de gás de óxido nitroso e duas armas de fogo.

Dos 21 detidos, seis têm antecedentes criminais por ilícitos da mesma natureza, acrescentou a força de segurança.

A operação contou com o reforço da estrutura de Investigação Criminal (IC) dos comandos territoriais de Évora e de Beja, do Destacamento de Intervenção de Évora e de Beja e dos destacamentos territoriais de Comando Territorial de Beja, envolvendo um total de 64 militares.

A PSP e o Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Évora também colaboraram na operação, segundo a GNR.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados