Madeira termina com testagem massiva e desativa centros nos aeroportos

Agência Lusa , PP
31 jan 2022, 13:13

A partir de terça-feira, passa a ser exigido apenas certificado de vacinação completa ou de recuperação da doença para aceder à maioria dos recintos públicos e privados e também para entrar no território da região autónoma

A testagem massiva semanal gratuita para a covid-19 deixa de ser obrigatória na Madeira a partir de terça-feira, anunciou hoje o Governo Regional, indicando também que serão desativados os centros de teste nos portos e aeroportos do arquipélago.

“O Governo Regional, conjuntamente com as autoridades regionais de saúde, entende que estão reunidas as condições para haja uma nova alteração das medidas em vigor e que terminam em 31 de janeiro de 2022”, afirmou o secretário da Saúde e Proteção Civil, Pedro Ramos, em conferência de imprensa, no Funchal.

A partir de terça-feira, passa a ser exigido apenas certificado de vacinação completa ou de recuperação da doença para aceder à maioria dos recintos públicos e privados e também para entrar no território da região autónoma.

Os testes rápidos antigénio continuam a ser gratuitos somente para quem apresentar sintomas de covid-19, nomeadamente febre superior a 38º.

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados