Legislativas: PCP considera discriminatório modelo de debates televisivos

Agência Lusa , DCT
20 dez 2021, 19:08
Secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa
Secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa

Para o partido, o modelo eleito assume que existem partidos de primeira e de segunda categoria

PUB

O PCP considerou esta segunda-feira discriminatória a organização dos debates eleitorais feita por RTP, SIC e TVI, sustentando que “não garante princípios básicos de imparcialidade” ao fazer uma distinção entre "partidos de primeira e de segunda categoria".

Em comunicado, os comunistas afirmam ter comunicado às direções de informação destes três órgãos de comunicação social a “discordância com o modelo de debates eleitorais que adotaram” e expressaram a disponibilidade para o secretário-geral, Jerónimo de Sousa, debater “em canal generalista”.

PUB

“A proposta de debates formalizada pelas direções de informação da RTP, da SIC e da TVI não garante princípios básicos de imparcialidade, assumindo na sua organização que existem partidos de primeira (PS e PSD) e de segunda categoria”, acrescentou o partido.

O modelo encontrado assenta, segundo o PCP, em atribuir a PS e PSD a “prerrogativa de debater com cada um dos restantes em canal generalista, com abissal diferença de audiências, como pela conceção de um inaceitável debate entre putativos candidatos a primeiro-ministro – desvirtuando a natureza das eleições legislativas”.

PUB
PUB
PUB

O partido recusa “assumir-se como força política menorizada ou menorizável”, mas mantém a disponibilidade para participar nos debates das eleições legislativas de 30 de janeiro, desde que sejam realizados “em condições de igualdade entre as várias forças”.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados