Francisco Rodrigues dos Santos não se recandidata à liderança do CDS-PP

1 fev 2022, 11:47
Dividido, sem deputados e com futuro incerto. Francisco Rodrigues dos Santos deixa liderança do CDS

Nuno Melo é, para já, o único candidato à liderança do partido democrata-cristão

Francisco Rodrigues dos Santos não vai recandidatar-se à liderança do CDS-PP, confirmou a CNN Portugal.

O ainda líder do partido tinha pedido a demissão no domingo, após os maus resultados eleitorais, mas só agora clarificou que não será recandidato.

Esta terça-feira, Nuno Melo anunciou a candidatura à liderança do partido no próximo congresso, numa publicação nas redes sociais, onde afirma que o partido “está ferido, mas não de morte” e deixa uma garantia: no que depender de si, o “CDS não acaba aqui”.

O CDS-PP, sob a liderança de Francisco Rodrigues dos Santos, obteve um resultado negativo histórico nas eleições legislativas de domingo ao não conseguir eleger um único deputado para o Parlamento.

Nuno Melo quer aproveitar o resultado eleitoral “trágico” e torná-lo “num recomeço”, porque “o CDS faz falta a Portugal”.

O CDS-PP foi o sétimo partido mais votado, tendo ficado à frente do Pessoas-Animais-Natureza (PAN) e do Livre em percentagem e número de votos, mas não conseguiu eleger qualquer deputado, ao contrário destes dois partidos, que elegeram um deputado cada um pelo círculo de Lisboa. 

O presidente do partido e cabeça de lista por Lisboa, Francisco Rodrigues dos Santos, assumiu "todas as responsabilidades" pelo resultado e anunciou que apresentou a demissão.

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados