Encontrados mochila e portátil de jornalista e ativista desaparecidos na selva amazónica

Agência Lusa , BC
13 jun, 06:38
Jornalista britânico e indígena brasileiro desaparecem na Amazónia (Getty Images)

O jornalista Dom Phillips, colaborador do jornal The Guardian, e o ativista Bruno Pereira estão desaparecidos desde 5 de junho no Vale do Javari

Os bombeiros brasileiros encontraram no domingo uma mochila com um portátil e outros objetos na zona onde decorrem as buscas por um jornalista britânico e um ativista local que desapareceram há uma semana na selva amazónica.

O jornalista Dom Phillips, colaborador do jornal The Guardian, e o ativista Bruno Pereira estão desaparecidos desde 5 de junho no Vale do Javari, uma região remota da selva na Amazónia brasileira, perto das fronteiras do Peru e Colômbia, onde estavam a investigar as ameaças contra os povos indígenas.

Segundo informações fornecidas pelos bombeiros, a mochila - que também continha livros e algumas peças de vestuário - pertence a uma das pessoas desaparecidas, algo confirmado por representantes da União dos Povos Indígenas do Vale do Javari.

O saco, que será enviado a peritos para análise, foi amarrado a uma árvore numa área inundada nas margens do rio, perto da casa de Amarildo da Costa de Oliveira, mais conhecido como "Pelado".

Até agora, "Pelado" é o único suspeito nos desaparecimentos e foi detido na sexta-feira, depois de as autoridades terem encontrado vestígios de sangue num dos seus barcos.

ONU pede esforços a Bolsonaro

Após uma semana de buscas e poucos resultados, organizações não-governamentais e organismos internacionais como o Gabinete dos Direitos Humanos da ONU e a Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos exortaram o Governo de Jair Bolsonaro a redobrar esforços para encontrar os desaparecidos.

O Vale do Javari, a segunda maior reserva indígena do Brasil, é conhecido por ser palco de conflitos, dominado pelo tráfico de drogas, roubo de madeira e mineração ilegal.

O ativista Bruno Pereira, na região há anos e que conhece bem a área, tinha sido alvo de várias ameaças de mineiros ilegais, madeireiros e até traficantes de droga que operam na região.

Dom Phillips, um jornalista veterano, no Brasil há 15 anos, trabalhou para vários meios de comunicação social internacionais, incluindo o Financial Times, New York Times e Washington Post, e estava atualmente a fazer investigação para um livro sobre o Vale do Javari.

O rasto de Phillips e Pereira perdeu-se a 5 de junho, quando viajavam da comunidade de São Rafael para a cidade de Atalaia do Norte, no estado do Amazonas, onde deveriam ter chegado nessa manhã de domingo.

Viajavam num novo barco, com 70 litros de gasolina, o suficiente para a viagem, e foram vistos pela última vez perto da comunidade de São Gabriel, a poucos quilómetros de São Rafael.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Brasil

Mais Brasil

Patrocinados