Alemão dispara contra a polícia na Suíça e é abatido a tiro

Andreia Miranda , com Lusa
7 abr, 07:32
Polícia Suíça

Cidadão alemão, suspeito de ter raptado um homem em Zurique, abriu fogo à chegada da polícia. Acabou atingido fatalmente. Caso está a ser investigado

Um cidadão alemão foi morto a tiro na noite de quarta-feira perto de Zurique, na Suíça, depois de abrir fogo contra agentes da polícia, num tiroteio que matou também uma mulher que o acompanhava.

Segundo um comunicado da polícia do cantão de Zurique, o homem, anteriormente desconhecido das forças de segurança, era procurado pelas autoridades desde 31 de março por ter sequestrado um homem. A vítima foi libertada na mesma noite. 

A extensa investigação concluiu que o homem, de 38 anos, tinha armas de fogo na sua posse e foi chamada uma unidade de intervenção depois do suspeito ter sido localizado em Wallisellen, perto da capital financeira do país alpino.

Na noite de quarta-feira, cerca das 20:00 (19:00 em Lisboa), as autoridades tentaram deter o suspeito, mas à chegada dos agentes o "alemão sacou abruptamente de uma arma e usou-a, presumivelmente atingido a sua companheira", o que fez com que a polícia usasse as suas armas, atingindo o suspeito.

"Apesar dos esforços de resgate imediatos, o homem e a mulher morreram no local", acrescenta a nota da polícia.

Caso está agora a ser investigado, sob a orientação de um procurador do cantão de Zurique. Tiroteios, mesmo a envolver agentes da polícia, são muito raros na Suíça.

A operação envolveu meios da polícia da cidade de Dübendorf, do Instituto Forense de Zurique, da Proteção e Resgate de Zurique, do serviço de resgate Bülach e do serviço de resgate de Uster.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados