Ronaldo deixa o United por mútuo acordo, donos da equipa estudam venda do clube

22 nov, 17:32

"Amo o clube mas é a altura de sair", diz o jogador. Horas depois de ter sido anunciada a saída a família Glazer confirmou que está à procura de alternativas para o futuro do clube

Cristiano Ronaldo deixou o Manchester United, anunciou o clube inglês nas redes sociais, revelando que as duas partes chegaram a um acordo de rescisão por mútuo acordo - com efeito imediato.

Em comunicado, o jogador confirma a rescisão de contrato por mútuo acordo, deixando ainda uma mensagem ao clube: "Eu amo o Manchester United e amo os adeptos, isso nunca vai mudar. Contudo, parece ser o tempo certo para procurar um novo desafio. Desejo todo o sucesso à equipa para o resto da época e para o futuro".

Entretanto o Manchester United confirmou uma notícia inicialmente avançada pela Sky News, dizendo que a direção iniciou um "processo para explorar alternativas estratégicas para o clube", algo que espera que venha a fortalecer e a levar ao crescimento do emblema.

"Como parte deste processo, a direção vai considerar alternativas estratégicas, incluindo novos investimentos no clube, uma venda ou outras transações que envolvam a empresa", pode ler-se no comunicado, que garante que todo o processo se destina a melhorar o clube em vários aspetos.

A saída de Ronaldo surge na sequência da polémica entrevista dada pelo jogador português a Piers Morgan, na qual criticou veementemente o treinador, Erik ten Hag, e a estrutura do clube, afirmando que não encontrou sinais de evolução no seu regresso a Inglaterra. O Manchester United começou por dizer que estava a acompanhar a "cobertura mediática" do tema, acabando mais tarde por revelar que já tinha dado início a uma resposta.

Cristiano Ronaldo apontou apenas três golos em 16 encontros esta época, protagonizando vários momentos polémicos logo desde a pré-época, depois de se ter juntado mais tarde à equipa, num assunto também abordado na entrevista, com o português a sugerir que o clube não lidou bem com um problema pessoal relacionado com a doença da sua filha mais nova, que nasceu este verão, sendo que o irmão gémeo acabou por morrer no parto, algo que o português assumiu ter sido o pior dia da sua vida.

Nesta segunda passagem pelo Manchester United, no total Cristiano Ronaldo cumpriu 54 jogos oficiais, tendo marcado 27 golos.

Seguiram-se vários avanços e recuos na relação com o treinador, que muitas vezes o colocou no banco, sendo que o jogo com o Tottenham terá sido um ponto-chave. O treinador pediu ao jogador que entrasse a três minutos do fim do jogo, quando a equipa já ganhava por 2-0, mas o português recusou, deixando mesmo o campo e o estádio. O Manchester United decidiu suspender o jogador, que ainda voltou a jogar, mas a entrevista acabou por ser o ponto de rutura total. Nessa mesma entrevista o jogador abordou essa partida com o Tottenham, afirmando que não permite que um treinador o coloque por apenas três minutos. Ainda assim Cristiano Ronaldo confessou-se arrependido por ter deixado o estádio, mas sentiu-se "provocado" por Erik ten Hag.

Num comunicado publicado no seu site, os Red Devils agradecem o "imenso contributo dado em Old Trafford", recordando os 145 golos marcados em 346 presenças entre os anos de 2003 e 2009 e 2021 e 2022.

Cristiano Ronaldo conquistou, ao serviço do Manchester United, três ligas inglesas, uma Taça de Inglaterra, duas Taças da Liga, uma Supertaça Inglesa, uma Liga dos Campeões e um Mundial de Clubes, tendo conseguido ainda vencer uma Bola de Ouro e um prémio de melhor marcador das ligas europeias, a Bota de Ouro.

"Todos no Manchester United continuam focados no progresso da equipa sob o comando de Erik ten Hag e em trabalhar juntos para alcançar o sucesso no campo", conclui a equipa, enviando uma mensagem de apoio ao treinador neerlandês, com quem Cristiano Ronaldo nunca teve uma boa relação.

O craque português, que atualmente está ao serviço da Seleção Nacional, é assim um jogador sem clube, ao mesmo tempo que se continua a preparar a estreia da seleção das Quinas no Mundial 2022, frente ao Gana, num jogo que poderá acompanhar em direto na TVI (do mesmo grupo da CNN Portugal) a partir das 16:00 de quinta-feira.

Esta segunda-feira Cristiano Ronaldo afirmou que o caso relacionado com o Manchester United estava "encerrado", algo que agora se confirma.

Ronaldo

Mais Ronaldo

Patrocinados