Criança com covid: relatório médico abre possibilidade de morte por engasgamento

18 jan, 21:23

Quando o rapaz de seis anos foi entubado foram encontrados restos de maçã. Uma situação que pode provocar asfixia ou ser apenas resultado de vómitos. Exames de Medicina Legal vão esclarecer em breve o que sucedeu a este menor que tinha covid-19 e fora vacinado há uma semana

No relatório médico do Hospital de Santa Maria, feito pelos especialistas que assistiram a criança de seis anos, que tinha covid-19 e fora vacinada,  consta um dado que também pode ser importante para apurar a causa de morte: foram encontrados restos, que pareciam ser de uma maçã, quando a médica o estava a entubar, apurou a CNN Portugal.

Este dado está a ser analisado pelos peritos em Medicina Legal, uma vez que os engasgamentos provocados por alimentos, como maçãs, podem causar asfixia e originar paragens cardiorespiratórias.

No entanto, segundo a CNN apurou, os médicos do Hospital de Santa Maria colocaram também a possibilidade destes restos de maçã detetados, com poucos milímetros, não estarem localizados na traqueia, onde podiam provocar engasgamento, mas nos brônquios, onde se vão alojar as secreções e os pedaços quando alguém aspira o vómito, que terá ocorrido neste caso. A informação foi enviada aos técnicos responsáveis pela autópsia, cujos resultados preliminares podem ser conhecidos em breve.

Esta é uma das possibilidades da causa de morte, juntando-se a suspeitas que envolvem a vacina e a covid. A criança morreu no domingo, uma semana depois de ter recebido a vacina anti-covid e horas após ter testado positivo à covid-19. Quando chegou ao hospital, no sábado, já estava em paragem cardiorrespiratória, mas no domingo não resistiu e faleceu.  

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados