Coreia do Sul impõe novas restrições devido a aumento de casos covid-19

Agência Lusa , AM
16 dez 2021, 06:34
Coreia do Sul
Coreia do Sul

Número de casos triplicou num mês, o que obrigou as autoridades a tomar novas medidas

PUB

A Coreia do Sul anunciou o restabelecimento de horas obrigatórias de encerramento para vários locais públicos e a imposição do limite de quatro pessoas por grupo, para tentar controlar o aumento de casos de covid-19.

A maioria destas restrições tinha sido afastada em novembro, pelas autoridades sul-coreanas, devido a um recuo da epidemia, na sequência do êxito da campanha de vacinação no país, onde cerca de 80% da população recebeu duas doses da vacina contra a covid-19.

PUB

No entanto, o número de casos triplicou em um mês, com um novo máximo de 7.850 infeções na quarta-feira, e as autoridades sul-coreanas avançaram já que esperam até 20 mil casos diários em janeiro.

"Só conseguiremos ultrapassar este momento crítico se travarmos rapidamente a progressão de casos com fortes medidas de distanciamento social", afirmou o primeiro-ministro sul-coreano, Kim Boo-kyum.

As novas regras, que entram em vigor no sábado durante pelo menos duas semanas, vão obrigar cafés, restaurantes e discotecas a fechar as portas às 21:00, enquanto cinemas, salas de espetáculos e outros locais públicos terão de encerrar às 22:00.

PUB
PUB
PUB

A Coreia do Sul registou 4.500 mortos e cerca de 544 mil casos desde o início da pandemia.

Uma newsletter para conversarmos - Decisão 22

Envie-nos as suas questões e sugestões de temas, responderemos pela caixa do correio

Saiba mais

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados