Conselho Nacional do CDS-PP reúne-se no domingo para aprovar coligação com PSD e PPM nos Açores

Agência Lusa , NM
11 dez 2021, 18:17
Francisco Rodrigues dos Santos
Francisco Rodrigues dos Santos

Reunião vai acontecer às 15:30 deste domingo, por videoconferência. A 27 de novembro, os centristas tinham aprovado a coligação do partido com o PSD no círculo eleitoral da Madeira

PUB

O Conselho Nacional do CDS-PP reúne-se extraordinariamente no domingo, tendo como ponto único de deliberação a aprovação da coligação do partido com o PSD e PPM no círculo eleitoral dos Açores nas próximas eleições legislativas.

“A urgência da convocatória resulta da necessidade de aprovar a coligação proposta pelos órgãos regionais dos Açores”, lê-se na nota enviada pela direção aos conselheiros nacionais do CDS-PP.

PUB

De acordo com a convocatória, esta reunião está marcada para as 15:30 e realiza-se por videoconferência.

Em 27 de novembro, o Conselho Nacional do CDS-PP aprovou já a coligação do partido com o PSD no círculo eleitoral da Madeira, algo que não acontecerá nos círculos do território continental e nos dois de emigração para as eleições de 30 de janeiro, depois de os sociais-democratas terem decidido concorrer nesses círculos com listas próprias.

Fonte dos democratas-cristãos adiantou à agência Lusa que o Conselho Nacional do CDS-PP para aprovar as listas de candidatos a deputados do partido nos restantes círculos eleitorais “ocorrerá necessariamente na próxima semana”.

PUB
PUB
PUB

No último Conselho Nacional, em 27 de novembro, o CDS-PP aprovou já, com 91% dos votos, os critérios propostos pela direção do partido para a escolha dos candidatos a deputados nas eleições legislativas de 30 de janeiro.

A proposta de critérios de designação de candidatos às eleições legislativas, apresentada pela direção de Francisco Rodrigues dos Santos, refere que “a escolha dos candidatos deve recair sobre personalidades de reconhecido mérito e idoneidade, com ligação ao círculo pelo qual se candidatam, e que não se encontrem em situação de incompatibilidade, impedimento ou de inelegibilidade”.

“A designação dos candidatos deve obedecer aos princípios da renovação e da abertura à sociedade, e respeitar as regras da paridade”, acrescenta-se na mesma proposta.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados