Chile tem governo com maioria de mulheres. "Hoje, começa um novo capítulo na nossa história democrática", disse o presidente

Agência Lusa , DCT
22 jan, 00:12
O presidente eleito do Chile, Gabriel Boric, ao centro, posa para fotos com as suas nomeações para o governo.

Das 24 pastas, 14 serão ocupadas por mulheres

O Presidente eleito do Chile, Gabriel Boric, nomeou esta sexta-feira um Governo com uma maioria de mulheres, um facto sem precedentes no continente americano.

É a primeira vez na história do Chile que uma mulher – a médica independente Izkia Siches - ocupará a pasta do Interior e Segurança Pública, o Ministério com mais peso político, encarregado da manutenção da ordem pública e de articular o resto do Executivo, que terá como porta-voz a deputada comunista Camila Vallejo.

Das 24 pastas, 14 serão ocupadas por mulheres: Antonia Urrejola (Negócios Estrangeiros), Maya Fernández (Defesa), Jeanette Vega (Desenvolvimento Social), Marcela Rios (Justiça), Jeanette Jara (Trabalho), María Begoña Yarza (Saúde), Marcela Hernando (Mineração), Javiera Toro (Património), María Eloísa Rojas (Ambiente), Alexandra Benado (Desporto), Antonia Orellana (Mulher) e Julieta Brodsky (Cultura).

“Hoje, começa a escrever-se um novo capítulo na nossa história democrática. Não começamos do zero, sabemos que há uma história que nos eleva e nos inspira”, declarou o ex-líder estudantil, que aos 36 anos se tornará a 11 de março o Presidente mais jovem do Chile.

 

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Patrocinados